sábado 20 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Região Norte tem queda de 40% de produtores, diz sindicato

23 abril 2017 - 08h01

O Sindicato Rural de Suzano afirmou que o panorama do município como "Cinturão Verde" teve um decréscimo no número de produtores. A Região Norte foi a mais afetada, onde houve a queda de 40%. O motivo segundo o presidente da corporação, Ricardo Sato Tsuchiya, é a expansão de área urbana no local. Outro fator que acarreta o problema é a falta de linha de sucessores das famílias produtoras. O reflexo dessa situação passa também para as vendas de hortaliças, que teve queda de 30% em comparação ao último ano. A Prefeitura informou que em virtude das condições climáticas, houve uma pequena queda na produção agrícola no município. A estimativa é de 15%, pelo excesso de chuvas que afetou algumas colheitas. Os bairros mais prejudicados com a diminuição de produtores foi a Chácara Méa e até mesmo o Miguel Badra. "O avanço da expansão urbana está cada vez maior. A Região Norte do município foi muito atingida. A questão de não ter sucessão na área produtiva, acaba acarretando na formação de filhos que estejam a fim de levar a diante a produção. Reflexo natural, que também está acontecendo em todo o País", explicou Sato. O presidente também destacou que tem orientado os produtores da cidade sobre a situação da crise financeira do País. "Os produtores devem manter a produção e não tentar ampliar. Pedimos para que aguardem essa transição de governo porque hoje não temos muitas expectativas. Trabalhamos para ter o pão de cada dia e não para lucrar no momento. Uma situação que nunca passamos. Agora temos que ter calma para sobressairmos dessa condição". PRODUTOS Segundo o chefe da Diretoria de Agricultura, setor subordinado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego, Minoru Harada, a produção agrícola na cidade está concentrada na holericultura, o que significa o cultivo de vegetais de folhas verdes, como agrião, couve, alface, espinafre, entre outros. Além disso, são produzidos na zona rural suzanense raízes como beterraba, cenoura e mandioca. Entre as frutas estão a produção de maçã, laranja-lima e caqui. CEAGESP De acordo com uma pesquisa de oito meses de Sato, de sete a oito produtos da cidade encaminham a produção à Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais do Estado de São Paulo (Ceagesp). A Diretoria de Agricultura da cidade afirmou que a grande parte da produção agrícola do município, por originar-se na agricultura familiar, possui como grande parte da saída o comércio regional como redes locais de supermercados e feiras livres, tendo apenas 2% da produção encaminhada à Ceagesp.