quarta 21 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Região reforça fiscalização e combate à dengue após 1,1 mil casos confirmados

Cidades estão em campanha para orientar a prevenção da dengue no período de calor e chuva

25 novembro 2022 - 05h00Por Guynever Maropo - de Suzano

O Alto Tietê contabiliza de janeiro a outubro deste ano 1.190 casos de dengue. Com a chegada do calor e altas temporadas de chuvas as cidades estão em campanha para orientar os cidadãos como fazer a prevenção dentro das residências.

Suzano, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Ferraz de Vasconcelos, Poá e Santa Isabel confirmaram casos da doença neste ano.

Itaquaquecetuba foi a única que contabilizou um caso neste mês. No acumulado de janeiro a outubro deste ano, 350 casos foram confirmados.

A pasta realiza de forma contínua a inspeção de pontos estratégicos para fazer o controle do vetor e anualmente realiza pelo menos dois ciclos do Levantamento de Índice Rápido do Aedes Aegypti (LIRAa) pela cidade. Também houve campanhas de Bloqueio e Casa a Casa que fiscalizou casas, terrenos baldios e abandonados.

Suzano registrou um aumento como todo se comparado a 2021, que registrou 77 casos no ano, já em 2022 desde janeiro já foram contabilizados 447 casos. Agora em novembro não houve notificação de casos.

Este crescimento é atribuído ao fato de as notificações de dengue terem caído consideravelmente durante o auge da pandemia do novo coronavírus. Em razão de alguns sintomas serem semelhantes, a maior parte das pessoas eram diagnosticadas apenas com Covid-19 e não com dengue.

A Coordenação de Controle de Zoonoses tem distribuído panfletos para orientar a população a descobrir os focos de criadouro do inseto.

O setor também realiza a Avaliação de Densidade Larvária (ADL). Consiste na análise dos níveis de infestação do Aedes aegypti, com a identificação de recipientes procriadores do mosquito transmissor. A ação ocorre em toda a cidade por amostragem, ou seja, em trechos dos bairros, com visitas aos domicílios.

A pasta reforça a importância de a população estar sempre consciente e fazer a sua parte, “a fim de impedir a proliferação do Aedes aegypti e prevenir a transmissão de dengue, chikungunya, zika e febre amarela”.

De janeiro a outubro deste ano, Mogi das Cruzes registrou 97 casos de dengue. A cidade está em campanha para alertar a população dos cuidados que precisam ser tomados para prevenir o mosquito Aedes aegypti no período de calor e chuvas intensas. O trabalho faz parte da Semana Estadual de Mobilização das Arboviroses, que será finalizada nesta sexta-feira (25).

A equipe ensina a população como remover pratos de plantas, cuidar de piscinas, manter caixas d’água muito bem fechadas e eliminar todos os recipientes que possam acumular água parada. As orientações são reforçadas nas visitas casa a casa e nas unidades de Saúde.

Ferraz de Vasconcelos teve 507 notificações de casos de dengue, mas apenas 227 foram positivos. A Secretaria de Saúde tem orientado a população de casa a casa nos bairros em que há maior incidência de notificações.

Os Serviços Urbanos têm feito ações de limpeza e desobstrução de córregos e rios da cidade, além da remoção de entulhos que podem acumular água das chuvas 

Em Poá foram registrados 29 casos confirmados de dengue no período de janeiro a outubro de 2021. No mesmo período em 2022, foram confirmados 45 casos. Ou seja, um crescimento de 16 casos a mais. Os dados deste mês ainda não foram fechados. Não houve óbitos pela doença no município.

Com o objetivo de combater a doença, a Secretaria de Saúde realiza ações diárias junto à equipe de Endemias. Com a chegada do calor e das chuvas, a equipe de combate às endemias realizará palestras educativas para prevenção nos períodos de chuva, “assim como a manutenção das vistorias de rotina em pontos estratégicos e imóveis especiais”.

Santa Isabel já confirmou 40 casos da doença. A cidade está com ações de combate à dengue que são realizadas diariamente nos bairros. Os principais bairros serão os que tem maior número de contágio que são: Cruzeiro, Monte Serrat, Monte Negro, Vila Guilherme e Jardim Eldorado.

Até o fechamento desta reportagem as demais prefeituras não deram retorno.