sexta 12 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 12/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
TCE

Relatório do Tribunal de Contas do Estado aponta falta de alvarás em escolas da região

Apontamentos revelam que 87% das escolas não têm o documento da Vigilância Sanitária e mais 92% não possuem o alvará do Corpo de Bombeiros

06 julho 2017 - 21h23Por Marília Campos - De Suzano
O Tribunal de Contas do Estado (TCE) divulgou ontem - em evento no Teatro Municipal Armando de Ré, em Suzano - que escolas estão funcionando sem alvarás. Os apontamentos revelam que 87% das escolas não têm o documento da Vigilância Sanitária e mais 92% não possuem o alvará do Corpo de Bombeiros.
 
Os dados foram colhidos durante vistorias-surpresa em 2016, sob diferentes áreas da administração pública, como saúde, merenda, transporte escolar e coleta de lixo. Trinta e um municípios da Região Metropolitana foram fiscalizados pelo tribunal. Entre as cidades da região analisadas estão Arujá, Itaquaquecetuba, Ferraz de Vasconcelos, Poá e Suzano. 
 
No Alto Tietê, foram vistoriadas as escolas estaduais Nancy Cristina, em Poá; Dr. Washington Luiz Pereira de Souza, em Arujá; Antonio Rodrigues de Almeida, de Suzano; Professora Edina Alvares Barbosa e escola municipal João Geraldo dos Santos, de Itaquá. As intuições estão incluídas nos levantamentos que apontam 23% das entidades sem estocagem adequada de alimentos e 69% sem cardápio especial para alunos que precisam. 
 
Além disso, quanto ao transporte escolar, mais de 10% da frota não tem cintos de segurança em boas condições, 10% não possui pneus em condições aceitáveis de uso e quase 10% não tem extintor de incêndio apropriado. As cidades também estão inseridas nos estudos que apontam 100% das prefeituras não possuem unidade de compostagem para reciclagem de lixo e 87% sem sanções para o descumprimento dos planos de gerenciamento de resíduos sólidos.
 
 
Os dados foram divulgados no 21º Ciclo de Debates com Agentes Políticos e Dirigentes Municipais. O prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR) comentou sobre os apontamentos feitos pelo TCE. "Quando se fala de transporte escolar, nós além de estarmos resolvendo o transporte em relação de manutenção, essa semana apresentamos cinco novos ônibus e um sexto ônibus está vindo. Nós, desde que começamos, estamos trabalhando", disse. "A questão da merenda, se for ver a merenda hoje, aqui na cidade, de forma exemplar, não é aquela maravilha que a gente espera. Mas muita coisa foi melhorada e resolvida".
 
O executivo ressaltou que os prefeitos devem avaliar a situação apresentada para corrigir e evitar problemas. "Os relatórios são de anos anteriores, 2014 a 2016, nós temos que dar esta atenção especial como um todo. O que nós vamos corrigir e já está sendo delimitado, através da chegada deste relatório, a todas as secretarias, pelo menos aqui na cidade de Suzano, é que cada secretaria de forma muito rápida consiga fazer um apanhado de tudo. Consigamos mostrar o que vai ser feito de forma efetiva para médio e longo prazo. A gente quer aqui é no menor tempo possível corrigir isso. O TCE quer que as novas gestões sejam mais efetivas e assertivas". 
 
A Prefeitura de Ferraz informou que realiza fiscalização constantemente nas vans e ônibus escolares. A Secretaria de Serviços Urbanos da cidade desenvolve trabalho diário de acompanhamento da coleta de lixo, o município não possui lixão e todo o material recolhido é conduzido a um local de transbordo licenciado pela Cetesb.
 
A administração de Arujá destacou que as recomendações, alertas e apontamentos do TCE servem de norte para promover melhorias e que medidas já estão sendo tomadas. Um trabalho de reforço também será incrementado à Itaquá. "A Prefeitura de Itaquaquecetuba, nos últimos quatro anos, melhorou os índices de avaliação do município, contudo, esse trabalho tem sido reforçado para que mais níveis atinjam uma condição satisfatória".

Deixe seu Comentário

Leia Também