sábado 20 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Suzano

Saúde Bucal realiza atendimento em 120 alunos da rede municipal de ensino

Projeto envolveu, além dos profissionais da pasta chefiada pelo médico Luis Cláudio Rocha Guillaumon, 70 universitários do quarto ano do curso de Odontologia da UMC

14 outubro 2017 - 19h36Por de Suzano

A Coordenadoria de Saúde Bucal, em parceria com a Universidade Mogi das Cruzes (UMC), deu início a uma ação de tratamento odontológico em mais de 120 alunos da Escola Municipal (E.M.) Professora Adélia de Lima Franco, localizada no Jardim Amazonas. Na oportunidade, os estudantes receberam o Tratamento Restaurador Atraumático (ART, em inglês) – procedimento utilizado para neutralizar cáries de pequeno e de médio porte e que não necessita de motores e anestesia local.

O projeto envolveu, além dos profissionais da pasta chefiada pelo médico Luis Cláudio Rocha Guillaumon, 70 universitários do quarto ano do curso de Odontologia da UMC. Na ocasião, 120 alunos do primeiro ao quinto ano do ensino fundamental da E.M. “Professora Adélia de Lima Franco” foram contemplados com a ação.

Segundo a coordenadora da Saúde Bucal, a cirurgiã-dentista Marisa Sugaya, o ART é um trabalho que busca remover cáries que não comprometeram as terminações nervosas (tratamento de canal) ou que demandem a extração do dente:

“No procedimento, a cárie é removida com uma cureta (instrumento médico com o formato de uma haste curvada). Na sequência, é realizada a aplicação de um gel especial que esteriliza a área. Por fim, é aplicada uma massa especial que dispersa o flúor no dente, reforçando-o. Todo o procedimento pode ser realizado em uma sala normal, sem a necessidade de injeções ou o uso do ‘motorzinho’”, afirmou Marisa.

Para a professora da disciplina de Saúde Coletiva do curso de Odontologia da UMC, Mariana Gabriel, a ação é benéfica e envolve diversos procedimentos. A docente reforça, ainda, que o projeto realizado dentro das escolas ajuda a quebrar o conceito da odontologia confinada aos consultórios, o que ajuda a desmistificar a saúde bucal como algo doloroso ou inatingível.

De acordo com Guillaumon, até o momento, a ação já envolveu os 490 alunos da unidade de ensino, que passaram por avaliações e receberam orientações preventivas. Nos casos de maior complexidade, os alunos foram encaminhadas para a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de suas residências:

“Além da abordagem preventiva e educativa, possibilitamos o acesso para crianças em situação de vulnerabilidade social, que em muitos casos não podiam receber uma ajuda, seja por medo, desinformação ou qualquer outro fator”, explicou o secretário do governo do prefeito Rodrigo Ashiuchi.

Cronograma

O programa, que teve início no dia 4 de outubro (quarta-feira) na Associação de Assistência à Mulher, ao Adolescente e Criança Esperança (AAMAE), localizada no bairro Cidade Miguel Badra, também será realizado no dia 19 de outubro (quinta-feira) na E.M. “Antonio Carlos Mayer”, no Jardim Maitê. 

Já na E.M. “Adélia de Lima Franco”, as ações continuarão sendo realizadas às terças e às quartas-feiras, até o dia 22 de novembro (quarta-feira). A expectativa é de atender a todas as crianças que não tiveram encaminhamento ao tratamento odontológico durante a fase de avaliação.