domingo 14 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Suzano conta com cerca de 1,5 mil famílias de imigrantes japoneses

18 junho 2017 - 08h01

Hoje é o Dia da Imigração Japonesa. Suzano conta atualmente com cerca de 1,5 mil famílias imigrantes japonesas. Destas, 80% estão localizadas na área Central da cidade. Outras 20%, o que representa aproximadamente 110 famílias, estão espalhadas no Distrito de Palmeiras. A maioria é descendente de familiares que chegaram ao município em 18 de junho de 1908, quando o navio Kasato Maru aportou em São Paulo. A Prefeitura de Suzano informou que desde aquela época a cultura japonesa cresceu na cidade. O Dia da Imigração Japonesa é comemorado hoje em todo o País. Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego, a colônia japonesa iniciou em Suzano com a vinda de duas famílias nipônicas para cá. Tradicionalmente, a colônia se instalou na área da agricultura e com isso auxiliou a região a ser conhecida como "cinturão verde" de São Paulo. Atualmente, a presença da colônia na agricultura ainda é forte e os templos instalados na cidade são marcos da cultura nipônica em Suzano. Além disso, quatro entidades reúnem os membros da colônia na cidade: Clube Boa Vista, Fukuhaku (Vila Ipelândia), Associação Cultural Suzanense, o Bunkyo (Centro) e Associação Cultural Esportiva Agrícola Suzano - Aceas Nikkey (Chácaras Reunidas Guaió). Entre os eventos tradicionais dqa cultura japonesa, temos a Festa da Cerejeira, Undokai, Concurso de Karaokê, Taikô e Festa da Dália. Como curiosidade, o Gateball foi introduzido no Brasil pela entidade Fukuhaku e depois se disseminou no País. A presença da colônia nipo brasileira marcou e marca significativamente a história, costumes, tradições de Suzano e de muitos municípios do Brasil. Essa presença é sentida na agricultura, no perfil das indústrias, no comércio, nas festas, artes, culinária, traços e hábitos da população. No passado, essa presença era mais marcante em comparação aos dias de hoje. Porém, o presente e futuro são frutos que a cidade suzanense colhe. Entre elas estão a Festa da Dália, fiel à origem, a Festa da Cerejeira e outra dezena de festas organizadas pelo Clube Agrícolas e Associações, que movimentam a cidade com as tradições japonesas. O prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR) comentou a importância da cultura japonesa na cidade. "Assim como eu, vários prefeitos de Suzano eram ligados à Colônia Japonesa. Suzano tem uma das maiores colônias do estado, sendo que nosso país é a maior colônia japonesa fora do próprio Japão. Nomes importantes da colônia em todos os setores contribuíram e ainda contribuem para o desenvolvimento de nossa cidade. Por isso, a colônia tem um papel fundamental no resgate do orgulho de ser suzanense", enfatizou. DOCUMENTOS A secretaria de Cultura de Suzano tem efetuado coleta de documentos digitalizados e fotos para preservar e disseminar conteúdos que ajudem a escrever a história da cidade com a população e colônias presentes. A pasta esclareceu que efetuar esse registro é obrigação e contribuição para as gerações futuras.