quarta 19 de junho de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/06/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Suzano inicia tratativas para ter Atividade Delegada neste ano

Primeiras tratativas foram feitas na última semana em reunião do prefeito Rodrigo Ashiuchi com o comando da PM

09 março 2019 - 23h54Por de Suzano
A Prefeitura de Suzano iniciou as tratativas com a Polícia Militar (PM) para a implantação da Atividade Delegada no município. Para isso, o prefeito Rodrigo Ashiuchi se reuniu com o comandante do 32º Batalhão da Polícia Militar (BPM), tenente-coronel José Carlos Alves Brandão, e o subcomandante da corporação na cidade, major Roberto Caruso.
 
A Atividade Delegada é um convênio firmado entre as prefeituras e a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) que permite aos policiais militares desempenharem suas funções nos dias de folgas. Os PMs podem trabalhar, no máximo, 12 dias por mês e a carga horária não pode passar de oito horas diárias. O convênio tem duração de três anos e pode ser prorrogado por mais cinco.
 
O valor de investimento previsto inicialmente em Suzano será de R$ 20 mil mensais. Diante disso, será montado um plano de trabalho de acordo com as necessidades do município. Para começar haverá disponibilização de equipes da Atividade Delegada em diversos bairros, como Centro, Palmeiras e região norte, principalmente nos finais de semana, quando se registra um maior índice na criminalidade.
Também ficou acertado que haverá uma equipe 24 horas no monitoramento na Central de Segurança Integrada (CSI), que está em obras e deverá ser inaugurada em abril. “O policial vai trabalhar fardado, armado, sob o comando da polícia, totalmente dentro da lei. Estamos felizes com mais essa parceria com o governo municipal”, enfatizou o tenente-coronel Brandão. 
 
Para a conclusão do convênio pode ser necessária a adequação da legislação municipal para a autorização da SSP. Todo o processo deve ser finalizado em até seis meses. “A partir da Atividade Delegada, a Guarda Civil Municipal (GCM) reunirá forças com policiais militares que estarão em serviço exclusivo para a cidade, com o objetivo de combater a criminalidade e assim fortalecer cada vez mais a segurança para a população”, destacou o prefeito.