segunda 15 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Suzano lidera ranking de mortes violentas na região, aponta SSP

26 abril 2017 - 08h00

Suzano lidera o ranking de mortes violentas na região. A cidade registrou 11 casos no primeiro trimestre deste ano, sendo nove de homicídios e dois de latrocínios. O número de casos computados na cidade também aumentou nos três primeiros meses deste ano em comparação ao mesmo período do ano passado. O crescimento foi de 83,33%. Entre janeiro e março de 2016, a cidade havia registrado seis mortes violentas, sendo um latrocínio e cinco homicídios. A segunda cidade com maior número de casos é Itaquaquecetuba, com dez registros, sendo todos de homicídios. Os números foram divulgados ontem pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP). Duas cidades computaram cinco casos, Poá e Mogi. A diferença é que o município mogiano contabilizou cinco homicídios e o poaense registrou três casos de latrocínio e dois assassinatos. REGIÃO Em todo o Alto Tietê, 40 mortes violentas foram contabilizadas, sendo 33 de homicídios e sete de latrocínio. O número é 2,56% maior do que o registrado no ano passado, quando 39 casos foram contabilizados, sendo 37 assassinatos e dois roubos seguidos de morte. Na região, Santa Isabel teve o maior aumento da violência. O município havia registrado um caso no ano passado e passou para três mortes violentas neste ano. Um aumento de 200%. Suzano computou o segundo maior crescimento, seguida de Poá, com 66,67% de casos a maios. O município poaense havia contabilizado três casos no ano passado e passou para cinco, no primeiro trimestre deste ano. Três cidades do Alto Tietê apresentaram quedas no número de registros: Arujá, com diminuição de 25% (passou de quatro casos para três); Ferraz de Vasconcelos, com queda de 62,5% (passou de oito mortes violentas para três) e Mogi das Cruzes, com diminuição de 50%. O município contabilizou dez homicídios no ano passado e cinco neste ano.

Deixe seu Comentário

Leia Também