domingo 21 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Suzano quer implantar programa de combate ao bullying nas escolas

11 maio 2017 - 08h00

Suzano quer implantar um programa de combate ao bullying nas escolas. Caso isso ocorra, a cidade será a primeira do Estado de São Paulo a aderir à iniciativa. A informação foi confirmada pelo secretário de Educação, Nazih Youssef Franciss, durante capacitação realizada, na noite de terça-feira, com educadores da rede municipal. Segundo a Prefeitura, o projeto não vai gerar custos aos cofres públicos, uma vez que as despesas com livros e as qualificações profissionais ficarão a cargo da instituição parceira de Curitiba. “Vamos adotar um projeto-piloto, numa escola municipal, com duração de 12 meses. Neste período, serão realizados estudos sobre a eficácia da implantação do projeto, com direito a indicadores, que poderão apontar, por exemplo, as ocorrências e o desempenho escolar. Nossa meta é estender esta ação para as demais unidades escolares da nossa rede”, afirma o gestor. O secretário de Educação lembrou que, há dois anos, existe uma lei federal, que prevê que todos os municípios desenvolvam programas e mecanismos para coibirem o bullying no ambiente escolar. “Estudos comprovam que, um em cada cinco alunos já foi vítima de ofensas, perseguição, agressões físicas ou psicológicas por parte de outros estudantes. Esse tipo de violência também atinge educadores e funcionários do ambiente escolar, representando graves problemas no que tange o desenvolvimento e a qualidade do ensino. Estamos trabalhando para extinguir esta problemática em Suzano”. PALESTRA A capacitação foi realizada pela Secretaria Municipal de Educação e a palestra teve como tema “Práticas Pedagógicas de Prevenção ao Bullying”. O encontro, promovido pela direção administrativa da pasta em parceria com uma instituição de Curitiba, teve como objetivo dar início ao processo de conscientização dos professores contra a prática da perseguição e da discriminação entre alunos no ambiente escolar, o bullying. Com duração de pouco mais de três horas, a formação foi destinada a professores, supervisores de ensino e diretores da rede de ensino local. Na oportunidade, a empresa curitibana apresentou os fundamentos teóricos e práticos sobre o bullying, fornecendo, inclusive, materiais didáticos que poderão ser trabalhados com os alunos das escolas municipais. Entre as atividades a serem desenvolvidas com os estudantes, serão apresentados 150 livros paradidáticos. Vão participar da atividade educandos do 3º, 4º e 5º anos do Ensino Fundamental. Já aos alunos dos 1º e dos 2º anos, serão aplicadas dinâmicas de grupo sobre valores como empatia, amizade, compreensão e tolerância entre as crianças.

Deixe seu Comentário

Leia Também