quinta 22 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Suzano rejeita pedido de reajuste da tarifa para R$ 6; maioria descarta aumento

Administração municipal agora aguarda nova manifestação da empresa para que seja avaliada

04 janeiro 2023 - 05h00Por de Suzano
A maioria das cidades do Alto Tietê garante congelamento da tarifa de ônibus neste ano. 
 
Em Suzano, a Prefeitura recebeu da concessionária do transporte público municipal uma proposta de reajuste da tarifa superior a R$ 6, que já foi negada. 
 
A administração municipal agora aguarda nova manifestação da empresa para que seja avaliada.
 
Mogi das Cruzes analisa o pedido feito pelas empresas. A princípio, o entendimento da administração é de que o momento não é oportuno para reajustes. O prefeito Caio Cunha sinalizou que, diante da queda do preço dos combustíveis, a medida não se justifica.
 
Poá indeferiu o pedido de aumento da empresa de ônibus. Assim, de acordo com a Prefeitura, neste momento não haverá reajuste.
 
Já em Arujá, Guararema e Santa Isabel não há previsão de data para aumento das tarifas previsto para o início de 2023.
 
A Prefeitura de Itaquaquecetuba, por meio da Secretaria de Transportes, informou que há um pedido de aumento de tarifa feito pela concessionária responsável pelo transporte municipal que está em análise. No momento, ainda não há uma posição definida sobre o assunto. O valor atual é de R$ 5 e o valor solicitado pela concessionária é de R$ 6,22.
 
As Prefeituras de Ferraz de Vasconcelos, Biritiba Mirim e Salesópolis não retornaram o contato. 
 
SP
 
Geralmente, o reajuste das tarifas segue a decisão da Capital. Mas, o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), anunciou em dezembro, que a tarifa dos ônibus municipais não terá aumento em 2023 e será mantida em R$ 4,40, segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo. 
 
O governo do Estado também decidiu pelo congelamento do valor da passagem do transporte coletivo para as linhas de metrô e da CPTM, informação confirmada oficialmente pela assessoria de comunicação do governador eleito, Tarcísio de Freitas (Republicanos).
 
Nunes comunicou a decisão à imprensa durante agenda pública de inauguração de um novo centro de cuidados odontológicos. Ele destacou que a tarifa do transporte não terá aumento pelo terceiro ano consecutivo. O valor de R$ 4,40 está em vigor desde janeiro de 2020.

Deixe seu Comentário

Leia Também