sexta 21 de junho de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/06/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Tarcísio sinaliza com privatização das linhas 11 e 12 utilizadas pela região

Duas linhas da CPTM que transportam passageiros da região estão no radar do governo para privatizações

01 março 2023 - 05h00Por Daniel Marques - de Suzano
O governador do Estado de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), sinalizou que deve privatizar as linhas 11-Coral e 12-Safira do transporte sobre trilhos que atendem o Alto Tietê. Atualmente, as duas linhas são administradas pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).
 
Os estudos para a concessão das linhas da companhia estão em um pacote de concessões e parcerias com a iniciativa privada, conforme informou o Jornal Folha de S. Paulo nesta terça-feira (28).
 
No fim da tarde desta terça, Tarcísio concedeu entrevista coletiva após uma reunião com secretários. O governador reforçou que as linhas da CPTM e também do Metrô de São Paulo estão no radar de privatizações.
 
"Teremos PPPs (Parcerias Público-Privadas) e concessões na direção da mobilidade urbana. Então vamos estudar a possibilidade de concedermos linhas da CPTM e do Metrô, além de iniciar imediatamente os projetos dos Trens Intercidades Sorocaba-São Paulo, São José dos Campos-São Paulo e São Paulo-Santos", afirmou Tarcísio. A Linha 11-Coral da CPTM atende quatro cidades do Alto Tietê.
 
Ela parte de Mogi das Cruzes, na Estação Estudantes (em uma das extremidades da linha), passa por Suzano, Poá e Ferraz de Vasconcelos, levando os passageiros da região para a capital paulista. A Linha 12-Safira sai de Calmon Viana, em Poá, e passa por três estações que ficam em Itaquaquecetuba, levando os passageiros destas cidades até a capital. As duas linhas possuem integração gratuita na estação Calmon Viana.
 
"Isso é aderente a aquilo que durante a campanha pregamos. Vamos buscar parceria com o setor privado para trazer investimento, gerar empregos e aumentar a eficiência. É uma aposta, a gente acredita muito na eficiência do setor privado, percebemos que existe o capital no mercado e o que a gente precisa é de bons projetos", ressaltou o governador de São Paulo.
 
Projeto antigo
 
Em 2021, o ex-secretário dos Transportes Metropolitanos de São Paulo, Alexandre Baldy, disse que as duas linhas que atendem o Alto Tietê deveriam ter concessão aberta ainda durante a gestão João Doria/Rodrigo Garcia. A declaração foi feita após a greve dos ferroviários, ocorrida em julho daquele ano, conforme informou o DS.
 
"Estaremos concedendo as Linhas 8 e 9 da CPTM em alguns meses. Logo abriremos a concessão da Linha 7+Trem Intercidades São Paulo-Campinas, eventualmente incluindo a Linha 10. E ainda devemos abrir concessão das Linhas 11, 12 e 13, depois desta inacreditável greve", publicou na ocasião. O projeto, no entanto, não foi para frente.
 
O assunto "Trem Intercidades Campinas-São Paulo" foi abordado na reunião desta terça pelo governo. Tarcísio disse que o projeto avançou e o edital deve ser publicado ainda neste semestre, com o leilão podendo acontecer ainda neste ano.
 
"A gente também abordou hoje, mas a gente já está em outra fase. Já está deliberando acerca da publicação do edital, algo que deve acontecer ainda este ano. A gente deve publicar o edital ainda no primeiro semestre e fazer o leilão do Trem Intercidades no segundo semestre", declarou Tarcísio.