quarta 21 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Turistas da região vivem caos no litoral e dão relatos da situação; Mogi-Bertioga segue interditada

Moradores da região perderam veículos e ficaram ilhados em condomínios próximos da praia

20 fevereiro 2023 - 19h40Por Edgar Leite - de Suzano
Um grupo de 20 turistas de Mogi das Cruzes e Ferraz de Vasconcelos viveu um final de semana de caos, em Boracéia, e aguardava nesta segunda-feira (20) o ‘melhor momento’ para retornar da praia. O município de São Sebastião, no litoral norte de São Paulo, foi o mais afetado pelos temporais que atingiram a região entre sábado (18) e domingo (19). As áreas de Barra do Sahy e Juquehy ficaram isoladas em razão da queda de barreiras ao longo da rodovia. 
 
Os serviços de água, luz e telefonia ficaram comprometidos por causa da queda de postes e a entrada de sedimentos nas estações de tratamento de água. As concessionárias responsáveis atuavam para restabelecer o fornecimento dos serviços essenciais. 
 
A prioridade é o socorro às vítimas e o fornecimento aos mais de 970 desalojados e 747 desabrigados, informou o Governo de São Paulo. Até o momento, foram confirmados cerca de 40 óbitos, sendo 35 em São Sebastião. “Chegamos no sábado de manhã. À tarde começou a chover. Só demos conta da gravidade quando a rua da casa onde estávamos começou a transbordar”, disse o engenheiro Ricardo de Oliveira Gomes. Ele estava com a esposa, a administradora de empresas Monica Franca e um grupo de amigos.
 
“Um dos nossos colegas perdeu o carro nas enchentes”. Segundo o engenheiro, o grupo ficou ilhado. Não conseguia sair do condomínio. A sorte deles, é que levaram mantimentos e água, o que ajudou a manter os integrantes do grupo com alimentação. Na manhã desta segunda-feira (20), o condomínio foi liberado, mas com casas alagadas e carros quebrados. “Foi uma tragédia. Não sabemos quando e como vamos ir embora”, disse Ricardo Gomes pela manhã. No final da tarde, ele conseguiu deixar o litoral. 
 
O coordenador de Eventos de Projetos do Instituto Transforma, Guilherme Augusto, esteve ontem pela manhã em São Sebastião. “O cenário é de filme depois da guerra”, comparou.