quarta 21 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Vigilância Sanitária alerta sobre risco de golpe contra comerciantes

Prefeitura de Suzano esclarece que não costuma ligar para estabelecimentos para avisar sobre fiscalização

26 abril 2023 - 08h00Por de Suzano
A Vigilância Sanitária de Suzano faz um alerta aos comerciantes do município para evitarem prejuízos causados por pessoas que tentam se passar por agentes da prefeitura. Nos últimos dias, estão ocorrendo tentativas de golpes em lugares distintos da cidade, como no bairro Miguel Badra e no distrito de Palmeiras. Alguns empresários já vêm denunciando o fato à administração municipal, que está reiterando as orientações necessárias.
 
Para não correr o risco de serem lesados, é fundamental que os comerciantes se atentem para a conduta de trabalho da Vigilância Sanitária de Suzano. Levando em conta os procedimentos que vêm sendo adotados pelos golpistas, é importante ressaltar que não há qualquer aviso prévio por parte dos agentes do setor, comunicando sobre uma eventual vistoria. Também não há qualquer arrecadação por parte de representantes da prefeitura em virtude de eventuais inspeções.
 
Outro ponto que deve ser observado é a abordagem no momento das vistorias. O setor destaca que não há fiscalização que seja realizada por apenas um agente e esclarece que todos os que chegam aos estabelecimentos estão devidamente identificados, com jaleco e veículo oficial.
 
O diretor da Vigilância Sanitária de Suzano, Mauro Vaz, reforça que os comerciantes precisam ficar atentos à dinâmica de trabalho do setor. “Trabalhamos com muita seriedade e responsabilidade e, por isso, ficamos muito incomodados com a situação, ao saber que um grupo de pessoas mal intencionadas está tentando se passar por agentes de fiscalização com o intuito de obter algum tipo de vantagem”, disse.
 
Mauro Vaz ainda esclarece que, em hipótese alguma, deve haver repasse de qualquer tipo de valor a algum suposto agente. “Não existe valor cobrado pelo fiscal. As taxas a serem pagas acontecem pelo protocolo da prefeitura, referentes a multas ou licenças. Temos que deixar claro que não agimos para essa finalidade. Nosso trabalho é constatar a rotina de cada estabelecimento para que sejam feitas as adequações necessárias de forma a preservar a saúde dos moradores de Suzano”, afirmou.
 
Os munícipes que tiverem quaisquer dúvidas a respeito do trabalho da Vigilância Sanitária ou desconfiarem de algum tipo de ação podem entrar em contato com o setor pelo telefone (11) 4745-2060.