Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 24 de maio de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/05/2019
PMMC GRIPE
GOVERNO DO ESTADO - ICESP
centerplex 23 a 29/05
PMMC MEGAMUTIRAO
PMMC SEGURANÇA
Esporte

Com segundo tempo decisivo, Mogi Basquete bate Botafogo no Hugão

Time mogiano permanece na quinta posição da tabela, com 16 vitórias e oito derrotas, alcançando 66,7% de aproveitamento

Por de Mogi16 MAR 2019 - 14h26
Com segundo tempo decisivo, Mogi Basquete bate Botafogo no HugãoFoto: Antonio Penedo/Mogi-Helbor

O Mogi das Cruzes/Helbor venceu o Botafogo por 89 a 72 na noite desta sexta-feira (15), no Ginásio Hugo Ramos. Depois de ir para o intervalo com desvantagem de 11 pontos, os mogianos se superaram no segundo tempo, tiveram um bom desempenho ofensivo e viraram o placar a seu favor. O Mogi Basquete permanece na quinta posição da tabela, com 16 vitórias e oito derrotas, alcançando 66,7% de aproveitamento.

Nesta noite, destaque com mais de dígitos para Luís Gruber, com 21 pontos – que retornou às quadras hoje depois de uma trauma no joelho esquerdo no jogo contra o Pinheiros, Arthur Pecos, com 20 pontos, quatro rebotes e oito assistências, e Gui Deodato, com 18 anotados. José Carlos também voltou nesta noite, depois de ficar fora desde novembro por conta de uma artroscopia no joelho esquerdo.

“O jogo foi uma montanha russa de emoções dentro da quadra. A gente tinha uma preocupação de ser intenso os 40 minutos. Em alguns momentos, eles foram mais intensos do que nós, porém. Começamos bem, mas depois deixamos o Botafogo entrar no jogo e dominar o primeiro tempo. No segundo tempo, reagimos bem (60 a 32). O time marcou muito melhor e se envolveu mais no jogo durante os dois quartos finais. Ficamos mais com a bola na mão e tivemos mais volume de jogo. Precisávamos vencer e o time está de parabéns pela reação do segundo tempo”, avaliou Cadum Guimarães, que comanda o elenco interinamente por conta da suspensão do técnico Guerrinha. Foi a primeira vitória dele à frente da equipe.

Recuperado da pancada no joelho esquerdo e do susto no jogo contra o Pinheiros, Luís Gruber teve 18 de eficiência e foi fundamental para a vitória contra os cariocas. “A gente trabalha para recuperar o mais rápido possível para voltar logo. A defesa e a atitude que a gente voltou no terceiro quarto foram determinantes para a vitória desta noite. A gente conseguiu empatar e virar, o que nos deu confiança para levar o jogo a nosso favor até o final. Principalmente na parte defensiva, a gente teve uma mudança de atitude muito boa e conseguiu pressioná-los bem, fazendo-os cometer vários erros. A gente se encontrou no segundo tempo e conseguiu colocar em prática o que vem treinando.”

Nos placares parciais, 19 a 19 no primeiro quarto, 10 a 21 no segundo, 27 a 15 no terceiro período e 33 a 17 no último.

Os próximos e últimos compromissos mogianos pelo NBB 11 antes dos playoffs serão nos dias 23, às 14 horas, contra o Franca, e 26, às 20 horas, contra o Bauru. Os dois jogos serão no interior do Estado.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias