domingo 14 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Lance Livre

Lance Livre 03-09-2017

03 setembro 2017 - 05h00Por Edgar Leite
Palestra ‘Malabarismo da Vida’
Suzano recebe amanhã a palestra motivacional "Malabarismo da Vida", com o bacharel em Direito Antonio Carlos Palomares. 
 
Objetivo
O encontro tem como objetivo, segundo material de divulgação, oferecer oportunidades de desenvolvimento e de aprimoramento pessoal por meio de técnicas que promovem o autoconhecimento e reforçam a auto-estima de homens e de mulheres de todas as idades. 
 
Local
O evento será no Teatro Municipal Doutor Armando de Ré (Rua General Francisco Glicério, 1.354 - Centro), a partir das 9 horas. A entrada é franca. O ingresso também pode ser trocado por um quilo de alimento não-perecível - exceto sal de cozinha. 
 
Finalidade
De acordo com o palestrante, "Malabarismos da Vida" terá a finalidade de oferecer aos participantes da palestra o desejo de atuarem de maneira mais ativa em diversos aspectos do dia a dia, como família, amizade, saúde, bem-estar espiritual e trabalho. O evento é promovido pelo Serviço de Ação Social e Projetos Especiais (Saspe).
 
População 
brasileira
A população brasileira passou de 206.114.067 para 207.660.929 de habitantes, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) esta semana. 
 
Estimativa
A estimava populacional de 2017 apresenta aumento significativo de 0,77% ou 1.546.862 pessoas a mais em território nacional. 
 
Impacto nos  
municípios
Com base nos novos números, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) mostra como os dados vão impactar nos coeficientes do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e quantos e quais cidades terão mudanças em 2018.
 
5,5 mil municípios
De acordo com as estimativas das populações residentes nos 5.568 municípios brasileiros, com data de referência em 1º de julho, 56,5% dos habitantes estão concentrados em 5,6% das localidades.