Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 08 de dezembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 07/12/2019

Lance Livre 06-08-2019

05 AGO 2019 - 23h59
Tarefas da Justiça
Uma das tarefas da Justiça Eleitoral em todo o País, no primeiro semestre do ano de 2019, foi atualizar o cadastro eleitoral. 
 
25 de junho
No dia 25 de junho, a identificação dos eleitores, por meio das impressões digitais, alcançou a marca histórica de 100 milhões de registros. Esta semana, o cadastro atingiu 70,35% do eleitorado brasileiro, o que significa que mais de 102 milhões de cidadãos serão identificados de forma segura na hora do voto. 
 
Dez estados
Até o momento, dez estados e o Distrito Federal já concluíram o cadastramento biométrico de eleitores.
 
Cadastro  
biométrico
O cadastro biométrico da Justiça Eleitoral teve início em 2008 e vem evoluindo ano a ano. Pela Etapa 2019/2020 do Programa de Identificação Biométrica, eleitores de 1.686 municípios de 16 estados deverão cadastrar suas impressões digitais até o final do próximo ano. A meta é alcançar 35 milhões de cidadãos nesta fase.
 
Médicos pelo Brasil
As cidades do Alto Tietê têm expectativa de serem contempladas pelo governo federal com o Programa Médicos pelo Brasil. 
 
Novo modelo
O novo modelo de distribuição de profissionais pelo País pretende ampliar a oferta de serviços médicos em locais de difícil provimento ou de alta vulnerabilidade, além de formar médicos especialistas em Medicina de Família e Comunidade. 
 
CNM
A Confederação Nacional de Municípios (CNM) aguarda agora a publicação do texto da Medida Provisória (MP) que instituiu o Programa Médicos pelo Brasil para fazer uma análise em relação à divisão dos profissionais nos municípios.
 
Atenção Básica
A entidade tem atuado na Secretaria de Atenção Básica do Ministério da Saúde para a definição da reposição desses profissionais, principalmente em cidades do interior, onde a carência é maior. O presidente da CNM, Glademir Aroldi, se reuniu em algumas oportunidades com o secretário de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde, Erno Harzheim, para debater pautas prioritárias para os municípios referentes a esse tema. “Muitos municípios, principalmente do interior, ainda necessitam de profissionais médicos”, argumentou.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias