segunda 15 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Lance Livre

Lance Livre 16-07-2017

16 julho 2017 - 05h00Por Edgar Leite
Zona Azul
O sistema de estacionamento de Zona Azul voltou, esta semana, a ser tema.
 
Justo ou não!
Motoristas não acham justo estacionar o carro na rua por até trinta minutos sem ter que pagar pela hora cheia na Zona Azul.
 
Cobrança justa
Em São Paulo, um projeto de lei em tramitação na Câmara prevê justamente a cobrança fracionada de meia em meia hora para evitar que o motorista pague mais do que realmente deveria. 
 
Minuto a minuto
O projeto do vereador Camilo Cristófaro (PSB) também permite a possibilidade facultativa de cobrança minuto a minuto, dentro de um limite máximo de meia hora, prorrogável por mais três períodos.
 
Amparo
Na justificativa, o parlamentar lembra que a lei que ampara esse tipo de cobrança, promulgada em 1966, sempre deixou explícito que os preços deveriam considerar o “tempo de duração do estacionamento”. 
 
Pagamento  
no período
Desta forma, o pagamento deveria ser relativo apenas ao período proporcional de permanência do veículo na vaga.
 
Cartão Azul
Segundo o projeto, a mudança poderia ser facilmente adotada no Cartão Azul Digital, que é operado por meio de aplicativo de smartphones.
 
Fracionada
O modelo de cobrança fracionada previsto no projeto em questão já é usado com sucesso em algumas cidades do interior de São Paulo, como Araras, Itatiba e São Carlos e pode chegar ao Alto Tietê.
 
Em Brasília
Secretários municipais da gestão Rodrigo Ashiuchi (PSDB) estão em busca de projetos de suas pastas em Brasília. 
 
Saúde
Na semana passada, o secretário municipal de Saúde, médico Luis Claudio Rocha Guillaumon, reiterou o interesse do município quanto ao programa “Saúde na Escola” do governo federal durante sua participação no "Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde". O evento reuniu trabalhadores do SUS, profissionais da área, além de dirigentes estaduais e federais.