quarta 21 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Lance Livre

LANCE LIVRE 17-03-2023

17 março 2023 - 05h00Por Edgar Leite

Federação Brasil da Esperança
A Federação Brasil da Esperança, composta pelo PC do B, PT e PV, realiza no sábado (18) o ‘Primeiro Encontro do Time do Lula’, em Itaquá. 
 
Oscar Cabrera
O presidente da Federação em Itaquá, ex-vereador Oscar Cabrera, disse que “o objetivo da atividade é comemorar a vitória do Presidente Lula no último pleito eleitoral, reunir militantes dos partidos, amigos e simpatizantes”.
 
12 horas
A atividade está programada para se iniciar a partir das 12 horas, na Estrada do Campo Limpo, 950, Jardim do Vale. 
 
Presenças
O vice-presidente estadual do PT, Fabiano Soares, disse que confirmaram presença os deputados federais Alencar Santana (PT) e Orlando Silva (PC do B). A expectativa é pela presença também de deputados estaduais e dos ministros Alexandre Padilha (Relações Institucionais) e Luiz Marinho (Trabalho).
 
Observatório  Internacional
A consolidação da democracia e das instituições de Estado passa pela adoção de políticas que permitam a participação popular nas decisões de governo. Em Mogi das Cruzes, programas como o Participa Mogi e Lidera Mogi, entre outras iniciativas, possibilitaram a inserção do município no mapa do Observatório Internacional da Democracia Participativa (OIDP), “uma rede internacional aberta que reúne todas as cidades, organizações e centros de investigação com interesse e atuação com democracia participativa no âmbito local”, na definição da própria entidade.
 
Surgimento em 2001
A OIDP surgiu em 2001 e tem a proposta de fortalecer a democracia participativa no mundo, de maneira especial as locais, ou seja, nos municípios.
 
Objetivos
Traça objetivos como ser o centro de referência mundial no campo da democracia participativa, refletir sobre a qualidade democrática em nível global, produzir e melhorar o conhecimento no campo da democracia participativa local, trocar experiências sobre inovações democráticas entre todas as regiões do mundo e recomendar políticas às administrações públicas do mundo, preferencialmente as locais.