Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Domingo 22 de Outubro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/10/2017
mrv

Lance Livre 26-09-2017

Por Edgar Leite26 SET 2017 - 05h00
Troca de partidos
O desgaste da representação política-partidária tem levado muitos políticos a trocarem de partidos, de preferência se a sigla não tiver a inicial “partido”. 
 
Em moda
Está na moda ver hoje Centro Democrático, Progressistas, Patriota, MDB, Livres, Democracia Cristã e Avante. 
 
Palavras de ordem
Os partidos agora tentam apresentar palavras de ordem, que correspondam aos anseios da população.
 
Cenário caótico
Diante de um cenário caótico, com crises constantes na política, a atual legislatura ainda nem acabou e já é apontada como a mais infiel se comparada com os outros dois últimos mandatos na Câmara. 
 
Mudança de sigla
Desde que os deputados iniciaram os trabalhos em 2015, um em cada quatro parlamentares mudou de partido. 
 
124
No total, 124 migraram de legenda, sendo que 31 deles mudaram mais de uma vez no mesmo período, conforme aponta reportagem do jornal O Estado de S. Paulo.
 
Dança das cadeiras
Na dança das cadeiras da atual legislatura, o PMB lidera com 25 deputados desertores. O PROS vem logo em seguida com 16 parlamentares e o PMDB, partido do presidente Michel Temer, aparece em terceiro lugar com a saída de dez políticos. 
 
Reforma política
A reforma política é o destaque do Plenário para a última semana de setembro, com a análise do projeto da Proposta de Emenda à Constituição em segundo turno.
 
Paralisação
Com a paralisação das votações da PEC 77/03, que tratava de novo sistema eleitoral para eleições proporcionais e da criação de fundo público para financiar as campanhas, os deputados podem criar o fundo por meio do PL 8612/17, aprovado pela Comissão Especial da Reforma Política.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias