domingo 14 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Polícia

Perseguição nas ruas do Centro de Suzano termina na prisão de suspeitos de roubo

Vítimas saiam de um atacadista em Itaquaquecetuba, quando suspeitos de roubo chegaram anunciando assalto e ameaçando-as com revólver

11 agosto 2017 - 11h42Por Marcus Pontes - De Suzano

Uma intensa perseguição policial nas ruas do Centro de Suzano resultou na apreensão de um adolescente e na prisão de dois homens por assalto. Segundo a Polícia Militar (PM), o trio é suspeito de ter roubado um veículo horas antes, tendo utilizado um revólver calibre 32 para ameaçar uma motorista e a cunhada de morte.


O caso aconteceu na noite de quinta-feira (10). A fuga começou na Rua Nove de Julho, quando a polícia suspeitou de três pessoas em um Volkswagen Fox. O veículo estava em alta velocidade, fora do permitido para a via. Uma breve consulta foi realizada confirmando que o carro foi roubado em Itaquaquecetuba.
Em determinado momento, os suspeitos não encontraram mais alternativas para continuar a fugir. O trio tentou despistar a polícia descendo do carro, e correndo em direções opostas.


Segundo a PM, o primeiro suspeito invadiu uma casa e foi detido em seguida. Os demais correram sentido  Centro. O adolescente chegou a se esconder embaixo de um carro, que estava parado em um estabelecimento, mas  foi apreendido.


Já o terceiro suspeito correu. Ele tentou ainda sacar o revólver e ameaçar o policial militar que o seguia, mas, em razão da proximidade do agente de segurança, não conseguiu ter qualquer reação e acabou se entregando.
Em depoimento, o trio disse que ia para uma festa. Apenas um deles, após novamente questionado, confessou o motivo da fuga. A vítima reconheceu todos os suspeitos na participação do roubo.


Ainda segundo a polícia, a vítima foi dominada quando saía de um atacadista, em Itaquaquecetuba. Disse também que o suspeito armado foi quem ameaçou as vítimas, inclusive colocando o revólver na cabeça de uma e ameaçando atirar, caso houvesse reação.