Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 15 de julho de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 13/07/2019
CENTERPLEX HOMEM ARANHA 11 A 17/07/2019
PMMC INVERNO
PMMC AGASALHO

Professor de história é investigado de assediar alunos

Caso veio à tona após denúncias de pais de dois estudantes

Por Marcus Pontes - de Itaquá11 ABR 2019 - 14h55
Policiais conduziram professor à delegaciaFoto: Arquivo/DS
A Polícia Civil de Itaquaquecetuba analisa denúncias contra um professor de história/filosofia suspeito de assediar sexualmente alunos de uma escola estadual. Uma desses relatos aponta que o docente mantinha conversas numa rede social e prometia melhorar as notas das vítimas em troca de atos sexuais. 
 
Pais de um aluno contaram que episódios de assédio ocorrem desde o ano passado. A família, inclusive, mobilizou-se para exigir a exclusão do docente no quadro de profissionais da escola, bem como descobrir se haveria outros casos. Um Boletim de Ocorrência (B.O.) foi registrado para denunciar o fato. 
 
O DS teve acesso ao documento policial. Nele, o jovem, de 14 anos, diz que o professor enviou uma mensagem dizendo estar à procura de um ‘garoto gato da escola’. E, na sequência, fez um convite perguntando se o adolescente gostaria de ir para um local ‘particular’ em Suzano. 
 
Repercussão 
 
Os episódios de assédio praticado pelo professor ecoaram na região, principalmente atingindo familiares de alunos da instituição de ensino. A Polícia Militar foi chamada ontem e conduziu o professor à delegacia central. Até o fechamento desta reportagem, o docente prestava depoimento. A reportagem apurou que possíveis novas vítimas estariam formalizando denúncias contra o suspeito. 
 
A polícia não divulgou se envia à Justiça um pedido de prisão temporária, tampouco o andamento das investigações.
 
A Diretoria Regional de Ensino de Itaquá informou que todas providências quanto às denúncias apresentadas contra o professor foram tomadas. A nota diz que uma apuração foi aberta e, caso comprovada, serão aplicadas as penalidades pertinentes. O órgão reiterou estar à disposição dos pais e responsáveis pelos alunos para quaisquer esclarecimentos e irá colaborar com a polícia. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias