Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 15 de julho de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 13/07/2019
PMMC AGASALHO
CENTERPLEX HOMEM ARANHA 11 A 17/07/2019
PMMC INVERNO

Gian Lopes lança projeto ‘Saúde Boa Visão’; óculos serão doados para escolas

Iniciativa contará também com a realização de exames para os estudantes do Fundamental I - Rede Municipal

Por de Poá22 ABR 2019 - 23h59
Prefeito de Poá, Gian Lopes (PR), e o vice-prefeito e secretário de Saúde, Marcos Ribeiro da Costa, o Marquinhos Indaiá, lançaram ontem o projeto Saúde Boa VisãoFoto: Flavio Aquino/Secom Poá
O prefeito de Poá, Gian Lopes (PR), e o vice-prefeito e secretário de Saúde, Marcos Ribeiro da Costa, o Marquinhos Indaiá, lançaram nesta segunda-feira, 22, o projeto Saúde Boa Visão, que tem como objetivo detectar e corrigir possíveis problemas de visão em alunos do Ensino Fundamental I, com realização de exames e doação gratuita de óculos. A ação é uma parceria das secretarias de Saúde e Educação.
 
"Vamos passar por 24 escolas com o projeto, atendendo aproximadamente nove mil estudantes. Serão realizados os exames em crianças com idade entre 6 e 11 anos. Apenas na escola Joviano da Silva, onde lançamos o projeto piloto, serão 276 alunos e a previsão é de terminar todo o processo nesta unidade, já com a entrega dos óculos, até dia 30 de abril", explicou o prefeito Gian Lopes.
 
Segundo Marquinhos Indaiá, o Projeto Boa Visão busca melhorar o desempenho e desenvolvimento das crianças, contribuindo para aumentar o rendimento em sala de aula e evitando a evasão escolar. "É um projeto maravilhoso, que o prefeito Gian Lopes, com toda sua sensibilidade e sabendo da importância desta ação", comentou.
 
A diretora da escola Joviano da Silva, Rosa Marcia Guimarães, ressaltou a importância do projeto Saúde Boa Visão para a vida do estudante. "Um problema de visão pode mudar a carreira escolar dessas crianças. E essa ação vem para atender uma necessidade muito grande da escola e de toda a rede, já que traz um impacto efetivo no aprendizado, melhorando o desempenho escolar e possibilitando que as nossas crianças tenham uma maior capacidade de realizar suas atividades diárias".
 
De acordo com a moradora do Jardim Santa Luiza, Fernanda Camargo, sua sobrinha será beneficiada com o projeto. Ela explicou que a menina sofre com constantes dores de cabeça e dor nos olhos, e por isso não consegue se dedicar ao máximo à escola. "Ela não consegue enxergar todas as anotações do quadro e tenho certeza que os óculos irão ajudá-la muito. Detectamos esse problema há poucos dias e estamos muito felizes que podermos contar com o auxílio da Prefeitura na solução desta questão", disse Fátima. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias