terça 21 de maio de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/05/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Região

Mogi gera empregos, 475 vagas na Educação, prevê Posto Infantil e totens de segurança em 2023

Cidade assumiu a liderança na geração de empregos. Em 2022, foram 7.455 novas vagas, superando 2021 com 4.501

21 dezembro 2022 - 05h00Por de Mogi
O prefeito Caio Cunha e a vice-prefeita Priscila Yamagami Kähler apresentaram na manhã desta terça-feira (20/12) o balanço das ações desenvolvidas pela gestão municipal neste ano. A entrevista coletiva abordou os destaques em diferentes áreas, como o Desenvolvimento Econômico, Educação, Segurança e a Saúde, entre outras. A reestruturação e ampliação do atendimento no sistema de saúde municipal e a liderança na geração de empregos foram alguns dos pontos altos.
 
“Estamos planejando a cidade para o futuro, não é um projeto de gestão e sim, de cidade. Nestes dois anos, estávamos em um processo de reorganização devido à pandemia. Olhamos para o balanço deste ano e vemos que estamos no caminho certo, planejando e preparando a cidade, tomando decisões com base na análise de dados e na voz dos mogianos, para os próximos anos”, disse o prefeito. 
 
A formação dos servidores foi destacada pela vice-prefeita. “Atingimos neste ano um recorde de formação na Escola de Governo e Gestão. Um dos temas que estamos levando às secretarias é o Espírito Servidor, sobre a razão do nosso trabalho para a população”, contou. Neste ano, 2.438 servidores foram formados pela Escola de Governo e Gestão e 22 servidores foram formadores de seus colegas, um trabalho inédito na gestão. 
 
Desenvolvimento 
 
Na área da economia, a cidade assumiu, após oito anos, a liderança na geração de empregos. Em 2022, foram 7.455 novas vagas, superando o número de 2021 que foi de 4.501 novas vagas. Em dois anos foram criadas 11.956 vagas. Em setembro de 2021, a cidade alcançou a marca histórica de 40 mil empresas instaladas na cidade. 
 
Este cenário positivo se deve à mudança na estratégia da Prefeitura no relacionamento com as empresas. “Somos um facilitador. Quanto mais possibilidade de desenvolvimento das empresas, maior será a renda da cidade e a geração de empregos”, disse Cunha. O orçamento da cidade que era de R$ 1,4 bilhão em 2016 e R$ 1,8 bilhão em 2020, passou para R$ 2,57 bilhões previstos para 2023.
 
Após 11 anos, a Prefeitura emitiu 109 novas licenças de empreendedores de rua do município, que passaram por capacitação. Além dos empreendedores, o prefeito também destacou o incentivo da cidade às empresas de tecnologia, com a redução de 2% no ISS para o setor. 
 
O Polo Digital virá para a região central da cidade com a formação de um corredor tecnológico perto da Vila Hélio e um hub de inovação, o PIPA – Programa de Inovação de Projetos Avançado, no prédio da Rua Francisco Franco.
 
Educação
 
Neste ano foram contratados, por meio do concurso público, 475 profissionais da Educação, sendo 257 professores e 113 professores contratados pelo Processo Seletivo Simplificado (PSS) para sanar o déficit de professores do início deste ano. Foi entregue em 2022 novos kits de material escolar com melhor qualidade e mais itens de acordo com a faixa etária dos alunos. Os kits de uniformes ganharam novos itens, que não foram entregues neste ano devido a problemas com fornecedor, mas serão entregues em 2023.
 
O prefeito destacou a parceria com a Finlândia, que neste ano terá a formação dos professores para uma nova metodologia de ensino. No período integral também terá mudanças com a parceria do ICE, que iniciará um projeto piloto em três escolas. A escola Viva Jundiapeba iniciará suas atividades em 2024. No próximo ano, será apresentado o projeto da Escola Viva Botujuru, que será construída em um novo método construtivo e mais rápido. 
 
Prefeito também destaca ações na Saúde e Infraestrutura
 
Durante a coletiva, o prefeito confirmou a inauguração do Pronto Atendimento Infantil Vagalume para a segunda quinzena de janeiro. A nova unidade deve reunir um conceito diferenciado de atenção ao público infantil, com aumento da capacidade e instalações mais amplas. 

Outro destaque da Saúde são ações de reorganização do sistema visando ampliar a resolutividade no período pós-pandemia. Jundiapeba, por exemplo, ganhou uma triangulação importante com a implantação da nova unidade da Estratégia Saúde da Família.

A Vila Nova União também foi contemplada, neste ano, e já conta com atendimento domiciliar e demais serviços do programa. “Com as novas unidades, Mogi começa a equalizar o sistema de saúde: em Jundiapeba foi possível realizar mais 16 mil atendimentos por mês; na Vila Nova União mais 4 mil mensais e no Santa Tereza mais 2 mil por mês”, explica o prefeito. O Posto de Saúde Jardim Santa Tereza recebeu ampla reforma e revitalização e o próximo Posto de Saúde ampliado será a UBS Botujuru, com obras em andamento. 

Pelo segundo ano, a Campanha de Vacinação contra a Covid-19 seguiu exitosa graças ao CliqueVacina, tornando-se referência para outros municípios. No total, o município aplicou 1.191.356 doses entre primeira, segunda, doses adicionais e de reforço. 

Segurança

A Secretaria de Segurança vai implantar totens de segurança em pontos estratégicos do município - são equipamentos que fazem o monitoramento nos arredores (360°) e permitem ao cidadão acionar a Central de Monitoramento pelo totem, em contato direto com os operadores da Guarda Municipal. Os 10 primeiros equipamentos devem ser instalados no começo de 2023.

Outros destaques são nova Central de Monitoramento, que atua para melhoria da mobilidade urbana e segurança, a integração de câmeras de monitoramento, assim como a parceria que permite integração com monitoramentos da rede privada. 

Há, ainda, 32 novos guardas municipais em início de treinamento e a Atividade Delegada, convênio que amplia o trabalho de segurança em Mogi das Cruzes. Novos veículos reforçam as frotas da Patrulha Rural e da Defesa Civil.

Infraestrutura

O balanço também abordou o “Nova Mogi”, maior programa de recapeamento e pavimentação já lançado pela Prefeitura. O investimento é de R$ 205,9 milhões e mais de 150 vias serão contempladas, sendo 70% delas nos bairros. A Prefeitura investiu R$ 37 milhões na conclusão da obra do esgotamento do Botujuru.
 
Nesta área, será ampliada a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), que receberá investimento de R$ 32.637.774,45. A capacidade vai passar de 142 para 460 litros de esgoto por segundo. O Parque das Varinhas receberá obras de coleta e tratamento de esgoto. Serão investidos R$ 11,8 milhões, beneficiando quase 3 mil moradores.
 
Primeira Infância

O programa 'Mogi, Cidade da Criança – Primeira Infância' foi lançado em novembro. É uma política pública intersetorial com foco no desenvolvimento de uma cidade amigável à infância e à Primeira Infância, prioridade da gestão. Mogi é parceria da Fundação Bernard Van Leer, instituição holandesa, responsável pela Urban95, iniciativa internacional que no Brasil reúne 23 cidades brasileiras com foco na Primeira Infância. 

Estão em andamento, como os Espaços de Brincar e a elaboração do Plano Municipal da Primeira Infância (PMPI). Em janeiro será inaugurado o primeiro Parque Naturalizado da cidade no Jardim Aeroporto. Serão entregues 10 parques em 2023.

A vice-prefeita Priscila Yamagami Kähler falou sobre o olhar da cidade para a primeira infância. “Todos podem ser educadores e em diferentes espaços da cidade, o que chamamos de desemperadamento da infância. Acreditamos também em uma educação integral focada no projeto de vida e empreendedorismo. Esta união entre o pedagógico e o urbanístico fez a nossa cidade ser referência em Londres”, disse.

Deixe seu Comentário

Leia Também