terça 28 de maio de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 28/05/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Cola Aí - Minha Escola na TV' aborda cultura de paz em nova edição

Programa promovido pela Secretaria de Educação ouve comunidade escolar sobre atitudes e comportamentos em prol da não violência, da tolerância, da justiça e da solidariedade

04 abril 2024 - 17h36Por De Suzano

O programa “Cola Aí - Minha Escola na TV”, promovido pela Secretaria Municipal de Educação, abordou a cultura da paz em sua edição de março, que foi transmitida no último dia 27 (quarta-feira) pelo canal do Youtube da administração municipal, “TV Prefeitura de Suzano”, cujo conteúdo segue disponibilizado. As matérias exibidas trazem a visão de alunos, professores e diretores em relação a atitudes e comportamentos em prol da não violência, da tolerância, da justiça e da solidariedade.

Na oportunidade, as atrações do programa foram apresentadas por alunos do 5º ano A das escolas Professora Maria Odete Cara Gouvêa, do Jardim do Lago, e Antônio Carlos Mayer, do Jardim Maitê, já que foram nestas unidades em que foram gravados os depoimentos. As pessoas ouvidas destacaram a importância do diálogo e do respeito dentro e fora da comunidade escolar para que todos aprendam a conviver com as diferenças e saibam lidar com os conflitos.

O diretor da escola Antônio Carlos Mayer, Asiel Lopes, explicou como esses conceitos são trabalhados em sala de aula. “Para termos uma cultura de paz, ensinamos desde a infância a melhor maneira de se conviver nas escolas, a partir da cooperação e da solidariedade, sempre tentando se colocar no lugar do outro. O nosso maior objetivo no mundo precisa ser o amor às pessoas, à natureza e aos animais. Assim, a melhor forma de lidar com o conflito é escutar, dialogar e buscar soluções, porque a violência só gera mais violência”, declarou.

Pela ótica dos estudantes, as definições em torno deste conceito convergem com a reflexão compartilhada pelo diretor. Foram registradas visões diversas, que dialogam entre si, por meio das frases: “paz é ter respeito”; “paz é ver a minha família bem e viver num lugar onde não tem preconceito”; “paz é um estado de calmaria”; “paz é poder brincar com os amigos”; “paz é não fazer bullying com os amigos”; “paz é união”, entre outras mensagens. Como forma de contribuir com o debate, foram apresentados aos alunos imagens de cidades que passaram por guerras, cujas impressões foram resumidas da seguinte forma por uma das alunas ouvidas: “é triste a gente a ver, mas é importante a gente saber”, disse ela.

Em março do ano passado, a cultura de paz também já havia sido abordada no programa. Na ocasião, foram apresentadas vivências promovidas pelas crianças da escola Professora Eliana Pereira Figueira, que falaram sobre as suas impressões em relação ao assunto, interagindo com outros colegas e entrando nas salas de aula com fitas coloridas, entoando a canção “O silêncio branco”, do CD Crianceiras. Também foi divulgado o trabalho dos alunos da escola José Francisco Alves, no bairro Tabamarajoara, que gravaram mensagens afetivas, remetendo ao questionamento “o que faz bem ao coração?”. As crianças da escola Antônio Marques Figueira ainda contribuíram com o tema da paz pelo viés da gentileza, mostrando como gestos de atenção ao próximo podem melhorar o ambiente escolar.

O secretário Leandro Bassini afirmou que a proposta do programa foi entender como os alunos enxergam o tema e mostrar como as escolas municipais têm atuado para garantir um ambiente acolhedor. “A cultura da paz está presente no cotidiano das nossas atividades e é compartilhada com profissionais e alunos durante o convívio escolar. Por isso, incentivamos o diálogo e o respeito às diferenças, com o objetivo de promover uma formação completa aos estudantes, de forma que eles possam ter o entendimento correto sobre a melhor forma de convivência”, ressaltou o chefe da pasta.

Deixe seu Comentário

Leia Também