sábado 20 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Ambiente

Debatido projeto de lei do Rio Guaió

Foi apresentado para o prefeito o projeto da Lei Específica do Guaió

13 julho 2017 - 06h31Por De Suzano
Em reunião realizada no Paço Municipal, representantes da Secretaria Estadual de Saneamento e Recursos Hídricos apresentaram o Plano de Desenvolvimento e Proteção Ambiental da Sub-Bacia do Guaió ao prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR). O republicano recebeu os representantes a pedido do deputado estadual Estevam Galvão (DEM). Foi apresentado o projeto da Lei Específica do Guaió e destacado os impactos causados pela chegada da segunda alça de acesso do Rodoanel Mário Covas (SP-21), na Estrada dos Fernandes. 
 
Além de Ashiuchi e Estevam, participaram os secretários de Planejamento Urbano e Habitação, Elvis José Vieira; de Meio Ambiente de Suzano, Carlos Toshiharo Watanabe; e representantes das Prefeituras de Mauá e de Ribeirão Pires.
 
Com o avanço das ocupações urbanas nas últimas décadas, se fez necessária a elaboração de uma lei específica para o rio, a fim de que se ordenasse o uso do solo de forma que os impactos ambientais fossem combatidos e/ou minimizados. Agora, a legislação, de autoria de Estevam Galvão, passa por revisão, sendo que as cidades que tem influência no curso d´água, como é o caso de Suzano, devem participar das discussões. 
 
Ashiuchi lembrou que o Plano de Manejo do Guaió vem ao encontro do planejamento de ocupação territorial do Grupo Técnico de Apoio (GTA) do Plano Diretor de Suzano. "Estas questões têm influência regional. Como o estudo abrange outros municípios, vamos realizar outra reunião, programada, a princípio, para o próximo dia 24 (de julho), aqui em Suzano, com a participação de representes de Poá e de Ferraz e de membros de entidades ambientais e de conselhos de classe. A Bacia do Rio Guaió é de suma importância para a produção de água para a Região Metropolitana. Durante a elaboração de nosso Plano Diretor, temos levado em conta a importância deste curso d´água e sua conservação", atestou o político. 
 
O deputado falou sobre o zoneamento, uma das suas principais preocupações. "Minha intenção com esta reunião é entregar o projeto e produção da lei o mais completo possível, evitando que façamos emendas na Assembleia e isso atrase ainda mais a aprovação da Lei Específica. Com a segunda alça do Rodoanel, a Estrada dos Fernandes contará com características de corredor industrial, abrigando galpões e empresas ‘limpas’, de logística. Este processo é fundamental para a retomada do crescimento e desenvolvimento da nossa cidade", argumentou.
 
"Hoje a região afetada pela Bacia do Guaió conta com pouco mais de 52 mil habitantes. Com a chegada do Rodoanel, a expectativa é que este número aumente para 120 mil nos próximos 15 anos”, apontou o representante da Companhia Brasileira de Projetos e Empreendimentos (Cobrape), Sávio Mourão Henrique.