terça 21 de maio de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/05/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

DS traz retrospectiva com os 50 fatos marcantes do ano de 2022 no Alto Tietê

Alto Tietê, Brasil e mundo viveram dias de alegria, apreensão e tristeza neste ano

30 dezembro 2022 - 05h00Por Daniel Marques - de Suzano
Da morte da rainha à morte do rei. Das lágrimas da guerra ao êxtase da Copa. 
 
O ano de 2022 foi marcado por grandes acontecimentos no Brasil e no mundo.
 
A eleição mais acirrada de todos os tempos no Brasil, a Copa na sede mais controversa da história, algumas das perdas mais significativas para nós e a intensa guerra no Leste Europeu. Tudo aconteceu aqui, em 2022. O DS, mais uma vez, traz a Retrospectiva 2022 com os principais acontecimentos do Alto Tietê (50 no total), do Brasil e do mundo neste ano. 
 
Em uma minuciosa pesquisa, foram selecionados os principais acontecimentos que marcaram sobretudo a região, sem excluir os fatos de grande repercussão mundial.
 
Alto Tietê
 
O ano foi marcado por novos capítulos de novelas antigas e já conhecidas pelos moradores de Suzano e do Alto Tietê. 
 
Alça do Rodoanel, abertura do Hospital das Clínicas, fechamento da passagem de nível da Dr. Deodato, em Mogi, e vários outros projetos que são ventilados na região, mas ainda não se concretizaram.
 
Além disso, o Alto Tietê sofreu consequências da guerra na Ucrânia com o aumento principalmente no valor do combustível, sorriu e chorou com a Copa do Catar e votou nas Eleições Gerais de 2022. 
 
O ano também foi difícil para a saúde. Assim como em 2020 e em 2021, começamos 2022 preocupados com a pandemia de Covid-19. 
 
Porém, a Varíola dos Macacos se tornou outra preocupação, afetando também vários moradores da região.
 
Os principais projetos e acontecimentos ocorridos na região você pode ver na tabela ao lado.
 
Brasil
 
Neste ano, grandes nomes que compuseram o meio artístico brasileiro se foram, tais como o apresentador e humorista Jô Soares, os cantores Erasmo Carlos, Rolando Boldrin, Elza Soares e Gal Costa e os consagrados atores Milton Gonçalves e Claudia Jimenez. Tivemos Eleições Gerais. A vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobre Jair Bolsonaro (PL) marcou a primeira eleição de um presidente para o terceiro mandato no Brasil e a primeira derrota de um presidente em exercício na eleição. Houve brigas familiares por política, muita fake News e um equilíbrio jamais visto em qualquer eleição para presidente no Brasil. Um País dividido, que colocou Lula no poder pelos próximos quatro anos com uma diferença mínima, de pouco mais de 2 milhões de votos.
 
Após o resultado, apoiadores do presidente Jair Bolsonaro bloquearam as estradas e foram para a frente de quartéis pedindo intervenção militar e intervenção federal. Teve pedido do presidente para desobstrução das estradas, em uma rara aparição pós-eleições. Até aconteceu, mas as imediações dos quartéis seguiram ocupadas e, alguns deles, permanecem até hoje.
 
Quatro minutos
 
No futebol, a alegria da vitória do Brasil na estreia da Copa do Mundo deu lugar à frustração de uma derrota nos pênaltis para a Croácia. Faltavam apenas quatro minutos, e o Brasil tinha o resultado nas mãos no fim da prorrogação. Um vacilo. Isso foi o suficiente para que os croatas empatassem o jogo e forçassem as penalidades máximas.
 
Com cobranças impecáveis, a Croácia venceu o Brasil, que mais uma vez deixou a Copa nas quartas de final. E para piorar, do sofá, os brasileiros viram Messi e companhia vencerem a França na final nos pênaltis e conquistarem o tricampeonato em uma das mais emocionantes e memoráveis finais da história das copas.
Invasão
 
Em 24 de fevereiro, a Rússia iniciou uma operação militar especial na Ucrânia, com uma série de bombardeios ao país vizinho. A Rússia tenta dominar territórios ucranianos considerados estratégicos para o país.
 
A Ucrânia resiste aos ataques e tem recebido ajuda de países do Ocidente e que compõem a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). Até o momento, a aliança não foi afetada pela guerra e não sofreu ataques da Rússia.
 
Adeus à rainha
 
Terminou em 2022 a trajetória da Rainha Elizabeth II. A monarca morreu aos 96 anos e, em seu atestado, a causa da morte consta como “velhice”. A morte ocorreu em 8 de setembro, às 15h10 (horário britânico) – 11h10 (Brasília).
 
Foi iniciada a Operação London Bridge e uma forte comoção tomou conta do Reino Unido. O mundo voltou suas atenções para o funeral da rainha.
 
Ela foi sepultada em 19 de setembro, após uma série de protocolos e desfiles. Príncipe Charles se tornou Rei Charles III, dando continuidade ao legado da rainha.
 
Adeus ao rei
 
Morreu Pelé. Na última quinta-feira (29), o Hospital Albert Einstein informou oficialmente que Edson Arantes do Nascimento morreu em decorrência de falência múltipla de órgãos, provocada por complicações decorrentes de um câncer de cólon.
 
Pelé, o Rei do Futebol, tem velório previsto para iniciar na próxima segunda-feira (2), no Estádio Urbano Caldeira, a Vila Belmiro, em Santos. Aos 82 anos, chegou ao fim a trajetória de Pelé, encerrando um dos anos mais tristes da história do futebol brasileiro. 

Deixe seu Comentário

Leia Também