sábado 15 de junho de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/06/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Medida

Estado vai iniciar programa para reforma de delegacias na região

Além das quatro delegacias defasadas da região mais outras 200 do Estado estão na lista

23 maio 2019 - 00h04Por Aline Moreira - de Suzano
Após relatório do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TRE-SP), que apontou irregularidades nas infraestruturas de sete delegacias do Alto Tietê - destacando quatro que estão em situação precária -, o governo estadual iniciou o programa para reformar e modernizar as delegacias paulistas. 
 
Com isso, além das quatro delegacias defasadas da região, que pertencem as cidades de Ferraz de Vasconcelos, Poá, Salesópolis e Suzano, mais outras 200 do Estado, que foram fiscalizadas pelo TCE, provavelmente passarão por obras de reformas. Conforme divulgado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado, estudos e vistorias já estão sendo feitos para que as obras se iniciem. 
 
"Técnicos do Departamento de Administração e Planejamento da instituição estão atualizando os projetos já existentes e realizando vistorias técnicas nos distritos policiais para apontar as melhorias necessárias", confirma. 
No último domingo (19), o DS divulgou o resultado do levantamento do TCE feito na região. Ao total, sete delegacias de sete cidades (Arujá, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesopólis e Suzano) foram vistorias pelos fiscais do Tribunal. 
 
Além das delegacias apontadas como precárias (sendo que uma não apresenta riscos à segurança), mais duas delegacias foram adicionadas a lista das unidades policias que apresentam riscos à segurança dos funcionários e população. A unidade de Suzano, por exemplo, tem inúmeros fios elétricos expostos na área externa da unidade que podem causar incêndios e choques. 
 
O levantamento ainda apontou que todas as delegacias visitadas na região estão com o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) fora da validade. No Estado, cerca de 83% das delegacias visitadas estão com o aval vencido. 
Outro dado bastante alarmante na região são as condições oferecidas ao público. Nenhuma delegacia apresenta acessibilidade (rampas, corrimões ou elevadores) e vagas de estacionamento destinado aos portadores de deficiência.