domingo 26 de maio de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/05/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Levantamento traça raio-x do número de médicos por mil habitantes na região

Dados do Seade, por exemplo, apontam que pelo menos cinco das dez cidades do Alto Tietê tem menos de 1 médico por mil

14 abril 2024 - 10h00Por Guynever Maropo - de Suzano
Os números de médicos por mil habitantes, divulgados pela Fundação Seade, divergem dos apresentados pelas prefeituras, esta semana, a pedido do DS.
 
Os dados do Seade, por exemplo, apontam que pelo menos cinco das dez cidades do Alto Tietê têm menos de 1 médico por mil habitantes. A média na região chega a 1,60 por mil habitantes. O número é considerado baixo pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que recomenda o mínimo de 1 médico por mil habitantes. Os dados são da pesquisa da Fundação Seade de dezembro de 2022.
 
A pesquisa mostra que há desproporção entre o crescimento da população e o número de médicos nas cidades.
 
No Estado de São Paulo, o total de médicos por mil habitantes chega a 3,03, segundo pesquisa da Seade.
 
Na região, Arujá lidera com índice de 2,90 por mil habitantes. São 158 (59,18%) profissionais do SUS contra 109 (40,82 %) de outras instituições. Ao todo são 267 médicos na cidade. Das especialidades clínico lidera com 113, 40 pediatrias, 27 ginecologistas obstetras, 16 ortopedista e traumatologia e 9 radiologia e diagnóstico por imagem.
 
Guararema conta com 2,83 médicos por mil. Ao todo são 85 profissionais sendo 78 (91,76 %) do SUS e 7 de instituições privadas (8,24%). São 43 clínicos e 16 pediatras. Das demais especialidades são ginecologistas obstetras (10), anestesiologista (3) e médicos do trabalho (3).
 
Das cinco cidades principais, Mogi aparece em seguida. O índice é de 2,71 médicos por mil habitantes. A cidade tem 1.197 profissionais sendo 712 (59,48%) do SUS e 485 (40,52 %) de instituições privadas. Das especialidades clínico lidera com 473, pediatria 131, 87 residentes, 69 ginecologistas obstetras e 48 cardiologistas.
 
Biritiba Mirim conta com 2,51 médicos. Ao todo são 83 profissionais sendo 81 (97,59%) do SUS e 2 de instituições privadas (2,41%). São 46 clínicos e 10 pediatras. Das demais especialidades são ginecologistas obstetras (5), radiologia e diagnóstico por imagem (5) e saúde da família (3).
 
Na sequência vem Ferraz de Vasconcelos com 1,74 por mil habitantes. Profissionais que atuam no SUS lideram com 333 (97.08%) contra 10 (2,92%) totalizando 343 da cidade. São 108 clínicos, 77 pediatras, 27 anestesiologistas, 26 ortopedista e traumatologia e 25 ginecologistas obstetra.
 
Santa Isabel tem índice de 0,91 por mil habitantes. São 45 (88.24%) profissionais do SUS contra 6 (11,76 %) de outras instituições. Ao todo são 51 médicos na cidade. Das especialidades clínico lidera com 31, 5 generalista alopata, 4 anestesiologistas, 3 ortopedista e traumatologia e 2 saúde da família.
 
Itaquaquecetuba 0,90 médicos por mil habitantes, segundo o Seade. O município tem 341 profissionais sendo 293 (85,92%) do SUS e 48 (14,08 %) de instituições privadas. Das especialidades clínico (100) e pediatria (63) lideram a lista. Em seguida ginecologistas obstetras (36), ortopedista e traumatologia (23) e cirurgião geral (21).
 
Na sequência vem Salesópolis com 0,65 por mil habitantes. Ao todo são 11 profissionais na cidade e todos do SUS. São 4 clínicos, 2 generalista alopata, um cardiologista e um cirurgião geral.
 
Pelo levantamento do Seade, Suzano 0,52 médicos por mil. São 80 profissionais que atuam no SUS, correspondendo (51,95%) dos profissionais, de instituições privadas são 74 (48,05%). Clínico são 57 profissionais e 17 pediatras. Das outras especialidades são 15 que atuam na saúde da família, 8 ginecologistas obstetras, 6 cardiologistas e 6 oftalmologistas. A Prefeitura de Suzano, no entanto, divulgou números mais atualizados e diz que tem mais de um médico por mil (veja matéria ao lado).
 
Poá tem o menor índice, são 0,39 médicos por mil habitantes. A cidade tem apenas 46 profissionais, 34 (73,91%) trabalham pelo SUS e outras instituições são 12 (26,09%). Das especialidades clínico (16) e pediatria (12) lideram a lista. Na sequência tem ginecologistas obstetras (6), um especialista em acupuntura e uma angiologia.
 
Quantidade de profissionais apresentada pelas prefeituras é considerada maior que estudo
 
Os números de médicos por mil habitantes divergem dos apresentados pelo Seade. As prefeituras informou que a quantidade de profissionais é maior.
 
Em Suzano, atualmente, os equipamentos municipais de saúde e a Santa Casa de Misericórdia contam com 412 médicos. O número mostra que Suzano dispõe de mais do que um profissional para cada mil habitantes na rede pública, uma vez que a população do município é de 307.429 moradores, segundo o Censo mais recente do IBGE, informou a Prefeitura.
 
“Ainda assim, a Prefeitura de Suzano realiza ações constantemente para proporcionar um atendimento em saúde cada vez melhor. Entre as iniciativas mais recentes, a administração municipal apresentou 28 novos profissionais contratados por meio do programa federal ‘Mais Médicos’, do governo federal, em dezembro passado, e, neste momento, está convocando médicos aprovados em concursos públicos realizados em 2022 e 2023”, informou a Prefeitura.
 
Segundo a administração, além disso, um novo certame será realizado neste semestre, com prova marcada para ocorrer no próximo dia 28. Entre as funções previstas para contratação e preenchimento de cadastro reserva está a de médico, tanto clínico geral como de várias especialidades.
 
MOGI
 
Em Mogi, a Prefeitura mantém em andamento com um concurso público para contratação de novos médicos em diversas especialidades (auditor, clínico geral, ginecologista/obstetra, pediatra, psiquiatra, psiquiatra infantil e ultrassonografista). Nesta semana, o município recebeu mais quatro profissionais do Mais Médicos, somando seis profissionais do programa do Governo Federal. 
 
“Além disso, a Secretaria Municipal de Saúde mantém um contrato de gestão que garante reposição de médicos nas unidades de saúde de acordo com necessidades sazonais - desde o mês passado, por exemplo, as unidades de Pronto Atendimento contam com pelo menos um plantonista a mais para suprir a alta demanda de casos de dengue”, informou.
 
São cerca de 800 profissionais em atuação nos equipamentos municipais, entre servidores diretos e indiretos.
 
ITAQUÁ
 
A Prefeitura de Itaquaquecetuba, por meio da Secretaria de Saúde, informou que a cidade conta atualmente com 21 equipes habilitadas trabalhando pelo Mais Médicos, totalizando 15 médicos em atividade por meio do programa. 
 
Além desses, a prefeitura conta com 40 médicos contratados de forma terceirizada e outros 42 por contratação direta, ambos atuando na Atenção Básica. Nesta gestão, o reforço de médicos nas unidades foi superior a 50%, informou a Prefeitura.
 
Em Arujá são nove profissionais do Mais Médicos, 11 terceirizados e 8 da Prefeitura.
 
FERRAZ
 
A Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos já aumentou seu efetivo de médicos com adesão ao Programa Mais Médicos pelo Brasil, com um total de 43 profissionais este ano de 2024 e realização de concurso público em 2023.
 
Em dezembro de 2023, a cobertura de Atenção Primária estava em 72% e com a chegada destes médicos a tendência é dede ampliação nos atendimentos.
 
A Prefeitura de Ferraz tem 85 médicos, sendo 42 clínico, generalista, pediatria e ginecologista)
 
GUARAREMA
 
Atualmente Guararema conta com 77 profissionais médicos que se dividem entre atendimentos da Atenção Básica, Atenção Especializada e Hospitalar nos estabelecimentos de Saúde do Município, conforme cadastro no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde - CNES. Poá não respondeu à solicitação do DS sobre o número de médicos até o final desta reportagem. 

Deixe seu Comentário

Leia Também