Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 31 de maio de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 30/05/2020
PMMC HOSPITAL DE CAMPANHA
DIARIO DE SUZANO SOLIDÁRIO
PMMC RETOMADA

Praças vivem cenário melancólico em Suzano

DS circulou pelas três praças e constatou o número quase inexistente de pessoas

Por Daniel Marques - de Suzano29 MAR 2020 - 08h00
Praças vazias devido a pandemais do novo coronavírusFoto: Jackeline Lima/ Divulgação
Consideradas símbolos e palcos de milhares de histórias vivenciadas pelos munícipes, as praças de Suzano retratam, como poucos, o cenário melancólico que o período de quarentena estabeleceu na cidade.
 
Vazias, elas mudaram a visão de poucos (mas ainda presentes) frequentadores sobre a correria do dia a dia. Eles sentem falta do grande movimento de pessoas nas praças João Pessoa, dos Expedicionários e Cidade das Flores.
 
"Trabalho próximo à praça (dos Expedicionários) e é estranho isso. É muito triste ver a praça assim, sem as pessoas andando para lá e para cá. Isso é algo que eu sempre vejo", conta o encarregado de estoque Renilton Costa Santos, 38.
 
O DS circulou pelas três praças e constatou o número quase inexistente de pessoas, que optaram por respeitar o estado de quarentena.
 
A supervisora Erika Maria dos Santos, 30, diz estar chateada com o movimento nas praças. Ela relembra a aglomeração característica dos locais e diz que a atual situação favorece a prática de crimes. "Sempre tem bastante gente aqui. Difícil ver assim. A cidade está vazia e é ruim, porque acabam acontecendo muitos roubos a quem está na rua", diz.
 
“Não sei se está havendo um exagero, mas não consigo enxergar motivos para essa pandemia”, diz o ajudante geral Renan Oliveira Sales, 24.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias