Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 24 de setembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/09/2019
Centerplex 19 a 25/09
PMMC ENTREGAS

Prefeitura paga R$ 13,39 mi e dívida da Santa Casa cai para R$ 321,82 mi

Parte da dívida foi paga, mas a penhora do prédio da Santa Casa preocupa a gestão atual

Por Aline Moreira - de Suzano13 FEV 2019 - 00h04
Prefeitura paga R$ 13,39 mi e dívida da Santa Casa cai para R$ 321,82 miFoto: Sabrina Silva/Divulgação
A Santa Casa de Suzano tem dívida de R$ 321,82 milhões. Desse total, R$ 79,023 milhões são de dívidas gerais (Fornecedores, Tributos, etc), R$ 229,18 milhões de ações judiciais em trâmite e R$ 13,61 milhões de dívidas no Tribunal de Contas. 
 
A informação é do presidente do Conselho Fiscal da Santa Casa, José Renato da Silva. O valor foi apresentado na terça-feira (12) ao prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR).
 
Uma parte da dívida foi paga pela Prefeitura em 2017 e 2018. O valor pago de R$ 13,39 milhões - que inclui fornecedores, décimo terceiro atrasado, parte de acordo trabalhista, tributos federais e empréstimo a Caixa Econômica Federal (CEF) - diminuiu o valor inicial, que era de R$ 335,22 milhões. 
 
Mesmo com uma parte quitada, a Santa Casa corre o risco de ser fechada, já que o prédio hospitalar foi penhorado em 2016. "Se perdemos o prédio, não temos como reviver a Santa Casa, já que o custo para ir para outro prédio é muito alto", explica Silva. A administração atual entrou com recurso para impedir que o imóvel fosse a leilão. O processo ainda segue em trâmite. 
 
"Faz dois anos que está sendo segurado esse leilão. Agora estamos chegando em um momento em que o jurídico da Santa Casa alerta que será difícil aquentar por mais tempo, já que existe somente mais um recurso para fazer", lamenta Silva. Além do prédio, a Santa Casa teve nove automóveis leiloados, sendo sete aguardando arrematação (um está em uso) e dois que já foram arrematados. 
 
O relatório da situação financeira da Santa Casa foi apresentado após o pedido de urgência do prefeito. A empresa responsável pela auditoria da Santa Casa pediu um prazo de 60 dias para finalizar os procedimentos, uma vez que a dificuldade em reunir documentos da unidade de saúde é grande. Para isso, um grupo de trabalho foi criado para adiantar os números à população. 
 
Hoje, a Santa Casa tem uma dívida maior que do município. O prefeito Ashiuchi comentou sobre a situação financeira do equipamento público e afirmou que irá tentar reverter a dívida deixada por gestões passadas. "A Santa Casa é o coração da saúde. Apesar de todos os problemas, a Santa Casa vem progredindo no atendimento. A nossa gestão tem a responsabilidade de colocar a Santa Casa em dia, estamos pagando as dividas e vamos continuar quitando os valores", afirma. 
 
Mesmo com problemas financeiros, a Santa Casa, sob intervenção da Prefeitura, conseguiu melhorar nove setores da unidade. Entre eles está o centro cirúrgico que aumentou a média das cirurgias realizadas por mês e a área da ortopedia que ampliou as salas, possibilitando a aumento dos atendimentos. 
 
A reunião de apresentação aconteceu na tarde de terça-feira, no Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moricone e contou com presença do interventor da Santa Casa, Rosvaldo Cid Cury; o secretário municipal de Saúde, Luis Cláudio Rocha Guillaumon; a presidente da Câmara de Suzano, Gerice Lione (PR) e demais vereadores e a presidente do Fundo Social de Solidariedade e dirigente do Serviço de Ação Social e Projetos Especiais (Saspe), a primeira-dama Larissa Ashiuchi. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias