terça 23 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Em entrevista, Procon de Suzano anuncia fiscalização em lojas para o Dia dos Pais

02 agosto 2017 - 22h08Por Lucas Lima - De Suzano
O Procon realizará fiscalização de preço dos principais itens vendidos no Dia dos Pais nas lojas do Centro. A ação, que começará nos próximas dias, tem por objetivo verificar se os direitos do consumidor estão sendo respeitados. Além disso, a entidade dará orientações aos suzanenses de como adquirir os produtos nessa data e desenvolverá um trabalho junto aos estabelecimentos, sendo fixação de preços, forma de pagamento, entre outros fatores que facilitem os consumidores na hora de comprar. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (2) pela diretora da unidade, Daniela Itice Ferreira, em entrevista ao jornalista Ayl Marques, na rádio SP/RIO 101.5 FM, emissora da Rede DS de Comunicação.
 
De acordo com Itice, a ação de fiscalização acontecerá da mesma forma que foi realizada na Páscoa. Porém com um diferencial, já que haverá o trabalho de melhor visibilidade dos reais preços dos produtos e as formas de pagamentos. "Essa será uma ação específica. O Procon já tem uma cartilha com as empresas e vamos desenvolver o trabalho para que possa dar mais segurança aos consumidores na hora de comprar", comentou.
A diretora também deu orientações para os clientes que forem consumir no Dia dos Pais.
 
"Pesquise, veja o preço, compare e não acredite em oferta milagrosa. Nossa função hoje não é apenas a fiscalização, mas também educar o consumidor para comprar de forma correta. Isso porque quando está orientado não será enganado. E o fornecedor quando observa que o consumidor sabe para de agir de forma errada", explicou. 
 
Ela ainda disse aos consumidores que se sentirem enganados devem entrar em contato com o Procon para que medidas necessárias sejam tomadas. "Se os consumidores verificarem, nos avisem. Aquele que chegou em casa e viu que o preço estava errado, pode voltar ao local que comprou com a nota fiscal e pagar o preço anunciado. Caso não aceitem, leve até o Procon", completou. 

Deixe seu Comentário

Leia Também