terça 23 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

R$ 6,7 mi são investidos no combate a fraudes no sistema de energia

Dentre as ações realizadas estão as inspeções em campo; projetos de blindagem de medição, entre outros

12 agosto 2017 - 06h50Por De Suzano
A fim de aumentar a segurança do sistema, a EDP São Paulo conta com projetos de combate às fraudes. Além de diminuir a qualidade da energia fornecida aos clientes regulares, as perdas elétricas também estão contempladas na tarifa de energia, de forma que o custo das irregularidades é parcialmente repassado a todos os usuários da rede. As informações foram passadas pelo assessor de diretoria da EDP São Paulo, Marcos Scarpa, durante visita ao DS.
 
Para combater esta prática ilegal, a distribuidora investiu R$ 6,7 milhões no primeiro semestre no Alto Tietê. O valor permitiu a recuperação de 10 GWh de energia, equivalente ao consumo médio de energia dos municípios de Tremembé e Santa Branca juntos em um mês. Dentre as ações realizadas estão as inspeções em campo; projetos de blindagem de medição, que evitam possíveis irregularidades na rede em condomínios; e de telemedição, que fazem a leitura à distância e contam com alarmes em casos de fraudes e defeitos.
 
O combate às fraudes e furto de energia também é realizado por meio projetos com foco em educação. 
A empresa disse que acredita que incentivar a utilização segura e eficiente da energia elétrica faz com que as pessoas tenham mais conhecimento sobre as boas práticas e como é possível aplica-las em qualquer realidade. No primeiro semestre, foram investidos R$ 5,9 milhões no Alto Tietê em projetos de eficiência energética, gerando a economia de 4,1 mil MWh/Ano. Foram doadas mais de 101.244 mil lâmpadas de LED, 1.410 chuveiros inteligentes, além de um projeto que dá desconto na compra de 3,4 mil geladeiras mais eficientes.
 
Investimento
Além disso, o assessor informou que apenas no primeiro semestre deste ano foram aplicados cerca de R$ 71 milhões em melhorias no Alto Tietê, valor 213% superior ao registrado no mesmo período do ano passado.
 
"Todos os anos, investimos massivamente em nosso sistema para garantir maior robustez e confiabilidade. O objetivo é a excelência, oferecer o melhor serviço possível aos consumidores, sempre buscando o aprimoramento da qualidade", afirma Marney Antunes, diretor-geral da EDP São Paulo.
 
Quatro novas subestações de energia, ainda em fase de construção, vão garantir maior segurança ao atendimento da região. Em Suzano, duas estações estão em fase de conclusão e vão beneficiar 175 mil clientes em Poá, Ferraz de Vasconcelos e Suzano, além de reforços nas redes de Itaquaquecetuba. 
Outras duas obras, uma em Mogi das Cruzes, no bairro Biritiba Ussu, e outra em Biritiba Mirim impactarão diretamente os municípios de Salesópolis, Guararema, Santa Branca, Mogi das Cruzes e Biritiba Mirim, e beneficiarão 78 mil clientes. No bairro César de Souza em Mogi das Cruzes, uma subestação de energia está sendo ampliada para interligar aos novos sistemas de Biritiba Mirim e Biritiba Ussu.
 
Entre janeiro e junho, a linha de distribuição de alta tensão - que liga Mogi das Cruzes a Suzano - continuou em obras aceleradas. Ao todo serão 16 km de linhas entre as cidades, com investimento de R$ 29,4 milhões. Esta ligação reforçará o sistema entre estes municípios, permitindo expansão e o desenvolvimento das regiões.
 
Outros R$ 35 milhões foram aplicados para modernizar o sistema de distribuição no Alto Tietê. Entre as melhorias destacam-se a substituição de 177 quilômetros de redes convencionais pela tecnologia compacta e, ainda, 22 quilômetros de redes protegidas, que, além de reduzirem a poluição visual, sofrem menos interferências externas, como galhos de árvore e outros objetos projetados à fiação, principalmente em dias de chuva.

Deixe seu Comentário

Leia Também