Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 23 de setembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/09/2019
Centerplex 19 a 25/09
PMMC ENTREGAS
COLUNA

Jorge Lordello

delegado e escritor

A responsabilidade é sempre sua, tanto na ação, quanto na omissão

20 SET 2017 - 06h00
Você já reparou como tem gente nesse mundo reclamando da vida? Isso acaba se tornando um hábito que funciona como um verdadeiro freio emocional. As desculpas ou razões para explicar a inércia são as mais variadas possíveis: "Se você estivesse no meu lugar iria saber o que é bom"; "É muito azar para uma pessoa só". "Poxa, nada dá certo pra mim"; "Também, com a família que tenho..."; "Ninguém me ajuda, ninguém me dá uma mão". O leitor deve entender que na vida temos duas opções: 1)Você se propõe a realizar alguma coisa 2) Ou deixa que as coisas aconteçam. 
Qual você tem escolhido com maior frequência? 
Deixar que as coisas aconteçam é fácil. Não é necessário nenhum esforço da sua parte. 
O problema é que, dessa forma, dificilmente as coisas vão ser do jeito que você gostaria que fossem. 
A outra opção é colocar ação no Universo, é pôr a mão na massa, é batalhar para concretizar seus sonhos. Isso requer envolvimento de forma ativa. 
É preciso esforço, foco, dedicação, disciplina e persistência. Parece difícil num primeiro momento e isso é plenamente normal, pois saímos sempre da estaca zero. 
O interessante a refletir é que se seu sonho fosse fácil, qualquer pessoa conseguiria realizar e assim seria a chamada "carne de vaca". 
A única maneira de você conseguir o que quer da vida é investir nela o que você tem de melhor. 
E a única forma de fazer isso é através do seu esforço e das suas ações. 
O principal é estabelecer metas diárias e se comprometer a realizá-las. 
Essa é a única maneira garantida de construir a vida que você quer. 
O mais curioso é que especialistas dizem a parte mais importante do sonho, não é alcançá-lo e sim o condão de te fazer levantar mais cedo e dormir mais tarde, ou seja, tirá-lo da zona de conforto. 
Durante esse percurso, a tendência é a alteração da meta, pois com a caminhada a perspectiva aumenta e com isso passamos a desejar buscar outros caminhos.
BANNER APS DESKTOP
PMMC ENTREGAS

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias