Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 09 de dezembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 07/12/2019
COLÉGIO PLENITUDE
COLEGIO CETES 15/10 A 15/01/20
CENTRO ONCOLÓGICO
Comercial Esperança
CENTERPLEX 05/12 A 11/12
COLUNA

Sueli Barão

É evangélica, professora escreve aos domingos

O caminho do amor

09 NOV 2019 - 23h59
Amar é um aprendizado. O amor humano, em geral, é limitado, movido por algum interesse e pela necessidade de reciprocidade. Mas Jesus veio nos ensinar a amar de forma incondicional e abnegada. Aliás, nós amamos, porque Ele nos amou primeiro. E de forma prática. O amor de Jesus foi manifestado por atos, atitudes de amor verdadeiro. O amor Dele é tão grande que chega a nos constranger, porque, na realidade, não somos merecedores de tão grandioso e maravilhoso amor! É o único amor que nos preenche e satisfaz plenamente. O amor de Jesus foi de renúncia e entrega. O apóstolo Paulo em I Coríntios 13 fala sobre os princípios elevados do amor. Podemos falar as línguas dos homens e dos anjos, conhecer todos os mistérios e toda a ciência, ter uma fé que transporte montes, distribuir o que temos para os pobres, etc. Se a motivação para tudo isso não for amor, de nada adiantará. "O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal. Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha". (I Coríntios 13:4-8) Quando lemos essa passagem bíblica constatamos que o caminho do amor não é fácil; todavia, é o caminho que dá certo no final. 
O apóstolo João diz em sua epístola - "Filhinhos, deixemos de dizer apenas que amamos as pessoas; vamos amá-las realmente e mostrar isso pelas nossas ações!". (I João 3:18) E é o mesmo apóstolo João que diz - "Aquele que não ama, não conhece a Deus; porque Deus é amor". (I João 4:8) Quando recebi Jesus como meu Salvador e Senhor, na adolescência, essa foi a mensagem que mais me impactou - "Deus é amor!" Deus me ama! E como eu precisava receber e sentir esse amor! Descobri que Deus se importava comigo. Amar é se importar com o outro. Mostremos amor para com as pessoas, em geral. Na vida em família as manifestações de amor e carinho ajudam a vencer dificuldades, dias difíceis que vêm a todos nós. Aprendamos a ouvir com atenção, elogiar, abraçar, beijar, ajudar. Está comprovado que o casal que demonstra carinho um pelo outro na presença dos filhos, abraçando-se, beijando-se, rindo juntos, fazendo tarefas juntos, está contribuindo para desenvolver segurança e afetividade nas crianças. Os pais devem ser atenciosos e carinhosos para com os filhos. Manifeste, verbalmente, o amor. Quantas vezes você declarou nesta semana a alguém de sua própria família que o (a) ama?! É comum presumirmos que as pessoas ao nosso redor saibam que nós as amamos. Mas nem sempre é assim que elas estão sentindo! Declarar amor deveria ser um exercício diário. Se começarmos a praticar, com o passar do tempo, isso será espontâneo e natural. 
O tempo para amar é agora! Hoje em dia todos estão ocupados demais com as tarefas diárias e deixam de gastar tempo com o que é importante. Como é gostoso um bom bate-papo, compartilhar ideias, rir juntos e até chorar juntos! Tudo isso deveria ser natural nos relacionamentos humanos; principalmente, na família. Mas, infelizmente, não é isso o que acontece. A marca do cristão é o amor. Jesus afirmou em João 13:35 que "todos saberão que somos seus discípulos, se tivermos amor genuíno uns pelos outros". "Senhor Jesus, ajuda-nos a escolher sempre o caminho do amor"!
BANNER APS DESKTOP
PMMC NATAL SORRISOS 2019
EPAMINONDAS ADVOGADOS

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias