Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 13 de Dezembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 13/12/2017
mrv

Ambulantes

03 MAI 2015 - 08h00

Suzano criou uma alternativa importante, a construção de um Shopping Popular para abrigar as dezenas de vendedores ambulantes da cidade.

Mas, na reta final para a tão esperada inauguração do local, a Associação Comunitária de Vendedores Ambulantes Autônomos da cidade está à espera da ligação de energia no poste pela distribuidora, a EDP Bandeirantes.

É um problema que atrapalha, sobremaneira, a inauguração do espaço destinado aos vendedores.

Em Suzano, assim como em praticamente todo o Estado, o comércio informal se concentra nos locais onde há maior tráfego de pedestres, em especial os arredores de estações e terminais de ônibus.

Em Suzano, o presidente da associação contou para a reportagem do DS que o pedido de instalação de energia no poste foi entregue à concessionária há 15 dias, juntamente com as documentações necessárias. Somente após a ligação é que o Corpo de Bombeiros deve ser acionado para a realização do auto de vistoria.

Do portão para dentro, as obras de acabamento nos boxes estão quase 100%. Boa parte deles já está com as portas fixadas.

As que estão paradas, segundo o presidente da associação, Luis Antônio Rocha, é porque estão aguardando a emissão do laudo dos bombeiros, uma vez que a dúvida sobre a cobertura dos empreendimentos ainda existe. Este será um dos assuntos que devem ser tratados pela associação nos próximos dias.

As associações que defendem os vendedores ambulantes afirmam que eles são uma parte importante das cidades e das economias urbanas por todo o mundo. Distribuem bens e serviços acessíveis, oferecendo aos consumidores opções de varejo convenientes e baratas.

As organizações de vendedores ambulantes podem ser encontradas em cidades de todo o mundo. Enquanto os vendedores ambulantes podem ser organizados de acordo com o local onde trabalham ou o produto que vendem, muitas organizações ajudam seus membros a assegurar um espaço na rua, ter acesso a crédito e mecanismos de poupança, ampliar suas capacitações e mediar as relações entre os vendedores e as autoridades locais.

Quem critica diz que os ambulantes tomam as calçadas e não pagam impostos. É importante, nesse momento, que as partes cheguem a um importante acordo para garantir benefício para os dois lados.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias