Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quinta 23 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/11/2017
mrv

Invasão à CEF

11 JUL 2015 - 08h00

A especulação imobiliária está crescendo, com ela, o déficit habitacional e, consequentemente, as ocupações urbanas. Políticas habitacionais populares precisam ser implementadas urgentemente. Direitos fundamentais, como o de morar com dignidade, estão sendo violados.

Nesta semana, o DS publicou reportagem mostrando invasões em dois conjuntos habitacionais da Caixa Econômica Federal (CEF). O banco informou que vai solicitar à Justiça reintegração de posse de 24 unidades habitacionais do Residencial Topázio, localizado no Jardim Europa. A invasão do local aconteceu na segunda-feira. Os apartamentos foram construídos por meio do programa federal Minha Casa, Minha Vida. Além destes imóveis, a Caixa também vai pedir reintegração de 280 unidades do Conjunto Habitacional Santa Cecília, no Jardim Carla, que foram invadidas no último final de semana. Os dois empreendimento somam 304 imóveis ocupados.

O banco ressalta que, após a retomada das unidades, os imóveis serão vistoriados e direcionados às famílias devidamente selecionadas pela poder público, de acordo com as regras do programa.

Já no Residencial Santa Cecília, as obras estão inacabadas e, segundo os ocupantes, estão paradas há mais de dois anos. Em alguns blocos não há portas e janelas assentadas. A solução encontrada por eles foi improvisar lençóis e cortinas para conter o vento. A ligação de energia elétrica e de água chegou apenas até o poste. A distribuição para os apartamentos está sendo feita de forma improvisada.

O DS traz hoje reportagem mostrando que além das invasões nos apartamentos, Suzano tentar conter as áreas invadidas, entre elas, as ambientais e públicas.

O Brasil conta hoje com cerca de 80% da sua população morando em área urbana. O déficit habitacional se agrava cada vez mais, principalmente nos grandes centros urbanos e, em escala variável, as cidades brasileiras apresentam problemas comuns relacionados à falta de planejamento, ausência de reforma fundiária, de controle sobre o uso e a forma de ocupação do solo.

É importante que sejam criadas, em todo País, políticas de urbanização no sentido de se evitar as invasões e garantir mais moradias dignas à população.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias