Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 22 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/11/2017
mrv

Após ter sido convencido por Ceni a ficar, Muricy promete mudar São Paulo

28 MAR 2015 - 08h01

O técnico Muricy Ramalho começa hoje a reconstruir o time do São Paulo. Em treino fechado no CT da Barra Funda, o treinador promete apresentar mudanças entre os titulares e uma nova postura, atitudes já em resposta à reunião da última quinta-feira com a diretoria, após a derrota no clássico para o Palmeiras.

O encontro por pouco selou a saída do técnico. Muricy Ramalho contou ontem ter sido convencido a ficar pelo vice-presidente de futebol, Ataíde Gil Guerreiro, e também pelo goleiro e capitão Rogério Ceni. "Cheguei aqui com a vontade (de deixar o cargo à disposição), aí não sei se felizmente me convenceram, com a ajuda do Rogério. Aí também é coisa de quem é do futebol, de lutar até o final", afirmou.

Ainda inseguro sobre o que fazer e abatido pelos maus resultados, Muricy Ramalho não deu detalhes do que pretende mudar, mas a diretoria já se organizou para aplicar algumas cobranças.

O meia Paulo Henrique Ganso e o atacante Luis Fabiano devem ser os mais cobrados pelas fracas atuações. A dupla não joga amanhã contra o Linense, no estádio do Morumbi, pela 13ª rodada do Campeonato Paulista, por diferentes motivos: o camisa 10 levou o terceiro cartão amarelo e Luis Fabiano tem contratura na coxa esquerda e é dúvida até para enfrentar o San Lorenzo, na próxima quarta-feira, na Argentina, pela Libertadores.

Também estão fora da partida de amanhã o zagueiro Rafael Toloi e o meia Michel Bastos, ambos expulsos diante do Palmeiras. Os cartões vermelhos devem motivar multas com descontos salariais.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias