Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Segunda 20 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/11/2017
mrv

Brasileiras fecham a participação da ginástica rítmica no Pan com prata

21 JUL 2015 - 08h00

Após duas medalhas de ouro, a equipe brasileira de ginástica rítmica não confirmou o favoritismo e teve de se contentar com a prata nas cinco maças e dois arcos nos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Ontem, o desempenho do conjunto ficou abaixo do esperado na coreografia que mistura samba, rebolado e gingado brasileiro em meio às acrobacias. Angélica Kvieczynski, com bronze na fita, garantiu a centésima medalha do Brasil na competição.

Ana Paula Ribeiro, Beatriz Pomini, Dayane Amaral, Emanuelle Lima e Jéssica Maier apresentaram essa mesma série pela segunda vez na competição. Na prova geral por equipes, no sábado, elas haviam obtido 15,433 como nota pela performance da série e cravado a melhor nota do dia. No entanto, as brasileiras falharam em alguns movimentos ontem e não conseguiram repetir a dose, somando 14,692. Melhor para as ginastas dos Estados Unidos, que evoluíram e "roubaram" o ouro (14,983). O bronze terminou nas mãos do Canadá (13,709).

Ao total, o Brasil fechou a disputa por equipes do Pan de Toronto com três medalhas, sendo duas de ouro (cinco fitas e o pentacampeonato no geral) e uma prata (seis maças e dois arcos). A coreografia embalada por músicas nacionais ("Mas que Nada", "TicoTico no Fubá", "Brasileirinho" e até o batuque do Olodum) está nos planos do conjunto para os Jogos Olímpicos do Rio, em 2016.



Esgrima

Se na natação e no atletismo os EUA não enviam ao Pan seus melhores atletas, na esgrima os norte-americanos estão representados pela mesma equipe que disputou o Campeonato Mundial até o último domingo. Isso inclui Daryl Homer, vice-campeão mundial no sabre, que sentiu de perto a evolução recente da esgrima brasileira. Renzo Agresta o venceu nas quartas de final em Toronto, por 15 toques a 12, está na semifinal da arma e já garantiu o primeiro pódio ao País.

Número 18 do mundo, Renzo já é candidato real à medalha nos Jogos Olímpicos do Rio. No Mundial, venceu o ucraniano Andriy Yagodka, que há menos de um mês venceu os Jogos Europeus o equivalente ao Pan no continente que domina a esgrima.



Handebol

A seleção feminina de handebol encerrou a primeira fase de disputa da modalidade nos Jogos Pan-Americanos de Toronto com o primeiro lugar do Grupo A ao vencer ontem o México por 34 a 19. Antes, o time já havia superado com tranquilidade Porto Rico e Canadá. "Não entramos bem concentradas, cometemos muitos erros defensivos, mas depois melhoramos", explicou a ponta Célia.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias