Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quinta 23 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/11/2017
mrv

Clássico entre Corinthians e Santos marca duelo entre Guerrero e Robinho

05 ABR 2015 - 08h00

O resultado do clássico de hoje, às 16 horas, entre Corinthians e Santos, no Estádio Itaquerão, em São Paulo, pela 14ª e penúltima rodada, não terá nenhum impacto nesta primeira fase do Campeonato Paulista. As duas equipes lideram os seus grupos com folga e já estão classificadas para as oitavas de final. Assim, o que estará em jogo é o direito de poder sempre decidir em casa os duelos das próximas fases, inclusive na final, caso as duas equipes cheguem à decisão.

Restando duas rodadas para o fim da primeira fase, o Corinthians tem 35 pontos e a melhor campanha geral do campeonato. O Santos soma 30 pontos. Para saírem com a vitória do Itaquerão, os dois treinadores apostam todas as suas fichas em seus principais atacantes: Guerrero, do lado corintiano, e Robinho, no santista

O peruano chega ao clássico em ótima fase. O atacante marcou nada menos do que oito gols nas últimas quatro vezes em que esteve em campo. Sua melhor atuação foi diante do Danubio, na última quarta-feira, pela Copa Libertadores, quando foi às redes três vezes. Antes, no entanto, ele já havia marcado dois gols contra Penapolense e Capivariano, além de ter feito um gol no jogo de ida diante dos uruguaios, em Montevidéu.

A pontaria calibrada mostra que a novela sobre a renovação do seu contrato não tem mexido com a cabeça do atacante nem afetado o seu rendimento. Desde o dia 15 de janeiro, quando Guerrero ficou livre para assinar um pré-contrato com o outro clube e deixar o Parque São Jorge de graça no segundo semestre, ele já marcou 12 gols.

Se mantiver este ritmo, o peruano deve passar facilmente a marca de 2013, quando marcou 18 vezes pelo Corinthians. O atacante costuma se dar bem em jogos decisivos e clássicos, o que aumenta a expectativa da torcida por mais gols neste domingo.



CARRASCO

Do lado do Santos, Robinho retorna da seleção brasileira após amistosos contra França e Chile. Sem o craque, a equipe teve dois tropeços. Primeiro foi derrotada pela Ponte Preta e perdeu a sua invencibilidade no Estado e depois não saiu de um empate com o São Bento, na Vila Belmiro.

Robinho costuma se dar bem contra o Corinthians. Até o ano passado, nunca havia perdido para o rival. A primeira derrota, inclusive, ocorreu na sua reestreia pelo Santos, no dia 10 de agosto, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro.

Os números do atacante no clássico são ótimos. Em 10 partidas, foram oito vitórias, um empate e uma derrotada. Não à toa, Tite colocou a sua defesa em estado de atenção por causa do craque. "O Robinho é um grande jogador. Tem qualidade muita técnica individual e movimentações em cima do posicionamento do adversário", disse.

Os elogios do treinador se estendem aos demais homens de frente do adversário. "Lucas Lima também está muito bem e Ricardo Oliveira vem fazendo gols. Também tem opção do Gabigol. O Santos tem uma linha de três jogadores que se movimenta muito. Temos de estar bastante atentos para neutralizar isso", alertou o corintiano.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias