Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Sábado 21 de Outubro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/10/2017
mrv

Lance Livre 16-09-2017

16 SET 2017 - 05h00

Sistema eleitoral
Os candidatos das cidades da região estão de olho no que pode acontecer em Brasília em relação à reforma política.
 
Tentativa  
fracassada
Nesta semana, após mais uma tentativa fracassada de entrar em um acordo sobre a proposta que muda o sistema eleitoral e cria um fundo público de financiamento de campanha, os deputados tiveram que adiar novamente a votação no plenário, o que deve inviabilizar a aprovação do projeto na Câmara, segundo informações da Agência Estado.
 
Para valer em 2018
Para valer em 2018, as novas regras têm que ser aprovadas pela Câmara e pelo Senado até o início de outubro. 
 
Nova tentativa
Uma nova tentativa de votar a proposta deve ocorrer na próxima semana, mas o calendário está cada vez mais apertado. 
 
Limite do limite
"Semana que vem é o limite do limite", afirmou o relator da proposta, deputado Vicente Cândido (PT-SP), em entrevista à Agência Estado, nesta semana.
 
Número  
necessário
O deputado petista admitiu que a votação foi adiada porque não haveria número necessário de votos para aprovar o texto nesta quarta-feira. 
 
250 votos
Segundo Vicente Cândido, se a votação fosse realizada, a matéria alcançaria algo em torno de 250 votos. 
 
Emenda à  
Constituição
Por se tratar de uma emenda à Constituição, o projeto precisa do apoio de 308 dos 513 deputados e passar por duas votações em plenário.
 
Apoio de partidos
Diante da derrota iminente, partidos começaram a obstruir a sessão. O movimento foi apoiado pelos líderes do PMDB, PP, PT, PSDB, PSD, Podemos e Solidariedade.
 
Tentativa
Durante todo o dia, deputados tentaram costurar um acordo para votar o projeto. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias