sábado 24 de fevereiro de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/02/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Crime solucionado

Setor de Homicídios prende mulher apontada como autora de assassinato de venezuelano em Itaquá

Mulher também é venezuelana e, segundo a Polícia, cometeu o crime no início deste mês; ela alegou defesa em depoimento

18 abril 2023 - 17h01Por Daniel Marques - de Itaquá

O Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa de Mogi das Cruzes (SHPP) prendeu uma mulher apontada pelas investigações como autora do assassinato do venezuelano Chafik Geomel Fernandez Rachid, de 26 anos, ocorrido no início deste mês em uma área de refugiados em Itaquaquecetuba.

Mariangel Marbelis Nunez Arocha também é venezuelana. Ela foi presa nesta terça-feira (18) em cumprimento a um mandado de prisão temporária expedido pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Itaquaquecetuba.

Segundo o Setor de Homicídios de Mogi, a suspeita confessou o crime, mas alegou que fez para se defender. Ela disse que teve uma briga com a vítima dentro de casa e que, em determinado momento, pegou uma faca e desferiu um golpe fatal no tórax do homem, que teria tentado agredi-la. A mulher também afirmou que a vítima já a agredia, mas que não registrou nenhuma ocorrência.

“O crime em tela foi praticado contra a vítima com requintes de crueldade, malvadez, demonstrando a frieza e desumanidade de seu algoz, com golpe de faca (estocada) no tórax. A causa da morte da vítima se deu por choque hipovolêmico ocasionado por hemorragia interna aguda devido a ação de instrumento cortante, provocado por agente cortante”, informou o SHPP.

O caso

Chafik Rachid foi assassinado na madrugada de segunda-feira, 3 de abril, com um golpe de faca na Estrada Walter da Silva Costa, nas imediações da estação Engenheiro Manoel Feio da CPTM, em Itaquaquecetuba.

No levantamento preliminar da ocorrência, os policiais não encontraram testemunhas, mas foram informados de que familiares escutaram barulho de briga na porta e, ao saírem para verificar, encontraram a vítima caída no chão com a perfuração na região do peito.

O assassinato aconteceu no início da madrugada daquele dia, por volta da 1h30. Na ocasião, o caso foi registrado no Distrito Policial Central de Itaquaquecetuba e o Setor de Homicídios de Mogi foi acionado.