Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Sexta 24 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/11/2017
mrv

11 casas são interditadas após desmoronamento em Itaquá

12 MAR 2015 - 08h01

Onze casas foram atingidas pelo desmoronamento de um barranco, na noite de terça-feira, no bairro Morada Feliz, em Itaquaquecetuba. Deste total, a Defesa Civil interditou seis residências, sendo uma parcialmente. Além disso, quatro casas estão em "estado de observação". Os Bombeiros e a Guarda Civil Municipal (GCM) realizaram buscas no local, porém ninguém ficou ferido. Ao todo, 36 pessoas que moram nas proximidades do incidente precisaram ser realocadas em casas de parentes e amigos. As suspeitas são de que canos da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), que foram estourados por conta de obras, tenham causado infiltração de água nestas casas e abalado as estruturas das mesmas.

"Tivemos, ao todo, 11 moradias atingidas, sendo que, dessas, uma desmoronou totalmente, mas não estava sendo habitada", disse o coordenador da Defesa Civil, Cléber da Silva Conceição. Segundo ele, a primeira chamada por conta do desmoronamento foi feita às 21 horas de terça-feira. "A população entrou em contato pelo telefone 195, número da Defesa Civil. Uma equipe foi destinada até o endereço, onde foi feita a vistoria visual da situação e, a partir daí, acompanhamos do local a situação toda", comentou.

A Sabesp informou, por meio de nota, que, caso seja comprovada sua responsabilidade no desabamento da residência, entrará em contato com o morador para ressarcir os danos materiais. A empresa concluirá o fechamento da vala aberta para consertar a tubulação após avaliação da Defesa Civil.

Ainda segundo a companhia, serviços de reparo do vazamento terminaram na terça-feira, às 21 horas. Durante a manhã, enquanto o DS esteve no local, ainda havia funcionários trabalhando no fechamento de uma vala. A Prefeitura disse, por meio de sua assessoria, que estava prestando total ajuda aos moradores. Na manhã de ontem, segundo eles, funcionários da Promoção Social faziam o cadastramento de famílias que foram prejudicadas e eventualmente precisem de alguma ajuda.

LOCAL

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, o bairro Morada Feliz, que sofreu com o deslizamento, pertence a uma das 24 áreas de risco que são monitoradas em tempo real pelo órgão.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias