segunda 15 de julho de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/07/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cidades

Fiscalização de som alto e aumento de rondas são demandas dos Consegs

Demandas foram solicitadas nas reuniões mensais do conselho com a Secretaria de Segurança Cidadã

10 julho 2024 - 21h00Por Da Reportagem Local
Os Conselhos Comunitários de Segurança (Consegs) do Boa Vista e do Centro, de Suzano, solicitam mais rondas nos bairros e fiscalização de perturbação de sossego.
 
Essas são demandas solicitadas nas reuniões mensais do conselho com a Secretaria de Segurança Cidadã de Suzano, Delegacias de Polícia da cidade, representantes da Guarda Civil Municipal e dos bairros.
O presidente do Conseg Boa Vista, Roberto Kobayashi explica que a maior parte das reclamações é sobre a perturbação do sossego. 
 
Antigamente a região norte sofria com excesso de som alto em chácara e sítios, no entanto, com o aumento de adegas na cidade, moradores sofrem com som alto durante a semana.
 
A exemplo, o presidente cita dois casos: o primeiro sobre uma adega próximo a igreja que fica com som no volume alto e o segundo de uma adega, no Jardim Revista, também com som alto, só que durante a semana. “Esse tipo de reclamação é repassado nas reuniões aos órgãos responsáveis”, disse.
Foram atendidas neste primeiro semestre outras reivindicações como a manutenção das vias de nivelamento e cascalhamento, mais fiscalizações de segurança, trabalho de zeladoria e tapa buracos nas ruas da região norte.
 
Conseg Centro
 
A presidente do Conseg Centro, Lucelena Burjato Machado, a Teka, destaca que a perturbação de sossego é um problema geral. Mas todos os casos no Centro já foram resolvidos.
“Recebemos diversas reclamações nesse sentido, já foram debatidas em reunião e hoje foram resolvidas graças ao apoio dos órgãos”, conta.
 
Na última reunião, que aconteceu no dia 28/06, foi requerido aumento nas rondas, questionamento sobre o efetivo, devolutiva das forças policiais e índices. “Os índices do nosso município estão verdes, o que significa que a taxa de resposta é boa. Apesar disso, a sensação de segurança ainda não atingiu seu ápice que seria sentir-se seguro. Nossos encontros são exatamente para compartilhar o que pode ser feito para melhorar a situação”, disse.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também