Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Segunda 23 de Outubro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/10/2017
mrv

Número de homicídios dobra em um ano em Suzano, aponta SSP

Este tipo de crime teve um dos maiores aumentos da cidade. Os meses com mais casos foram janeiro, julho e agosto

Por Gabriele Doro - De Suzano26 SET 2017 - 12h20
Cidade computou 12 assassinatos no ano passado e 23, neste anoFoto: Arquivo/DS
O número de homicídios em Suzano praticamente dobrou entre 2016 e 2017. Dados divulgados nesta segunda-feira (25) pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) apontam que 12 mortes violentas foram computadas no ano passado. Somente entre janeiro e agosto de 2017, a cidade já contabilizou 23 assassinatos. Um aumento de 91,67%.
 
Este tipo de crime teve um dos maiores aumentos da cidade. Os meses com mais casos foram janeiro, julho e agosto, com quatro homicídios cada. Em fevereiro e abril foram três registros cada; em março e maio, dois homicídios e em junho, um assassinato.
 
Além do homicídio doloso, a cidade apresentou aumento nos dados de homicídio doloso por acidente de trânsito. Nos oito primeiros meses do ano passado, nenhum caso havia sido contabilizado. No mesmo período deste ano foram dois registros. Um aumento de 200%. Além disso, a cidade computou três homicídios culposos neste ano. Em 2016, a cidade também havia zerado este tipo de crime.
 
Outro aumento relevante foi nos casos de roubo de carga. Foram 42 registros nos oito primeiros meses do ano passado contra 77, em 2017. Um aumento de 83,33%.
 
Queda
 
Seis tipos de crime tiveram diminuição no número de casos. São eles: tentativa de homicídio - passou de 20 casos para 16 - queda de 20%; lesão corporal culposa por acidente de trânsito (-3,08%); estupro (-9,8%); roubo de veículos (-0,89%); roubo a banco (-100%); e, furto de veículos (-4,23%).
 
Crimes gerais
 
Com relação ao número de ocorrências, a cidade apresentou aumento. Nos outros primeiros meses deste ano foram registrados 5.258 ocorrências. No mesmo período do ano passado foram 4.779. Um aumento de 10,02%.
Os meses com maior registro foram março, com 748; maio, com 710 e agosto, com 689.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias