Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 13 de Dezembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 13/12/2017
mrv

Suzanenses optam por viagens com destinos pelo Brasil após alta do dólar

05 ABR 2015 - 08h01

O aumento e valorização do dólar obrigam os turistas de Suzano a optarem por pacotes de viagens com destinos nacionais. Temporariamente, as viagens internacionais estão sendo deixadas para segundo plano.

A moeda que já ultrapassou R$ 3 provocou queda nas vendas de pacotes internacionais, como Orlando, onde se concentra muitos parques famosos dos Estados Unidos da América (EUA). As agentes de viagens Fernanda Amaral e Ana Paula Simões comentaram que na semana passada fizeram as últimas confirmações de pacotes para os Estados Unidos.

Com esta situação, Fernanda apontou que uma viagem para Orlando, por exemplo, no ano passado, sairia por volta dos R$ 6,2 mil por pessoa. Neste pacote está incluso passagem, os roteiros e a hospedagem para dez dias. Já na cotação feita exclusivamente para o DS, o mesmo roteiro está R$ 7,5 mil, ou seja, R$ 1,3 mil mais caro. "Isso realmente desestimula nosso cliente. Nessa semana, após a alta do dólar, nós só fizemos cotações e não fechamos nenhum pacote", comentou Ana Paula.

Fernanda disse que está achando estranho ainda não existir promoções para fora do País, pois normalmente quando o câmbio aumenta, as agências tentam equiparar as taxas para tentar aumentar o fluxo de venda. "Toda essa situação está levando o cliente a procurar pelo nordeste brasileiro como alternativa", comentou.

Ana Paula apontou como alternativa para os destinos nacionais, Foz do Iguaçu, R$ 779, quatro dias. Porto Seguro, R$ 585, oito dias.



AMÉRICA LATINA

Destinos pela América Latina também estão sendo cotados como um forte, caso o dólar não diminua. Uma viagem para Santiago no Chile, por quatro dias e três noites, é avaliado em R$ 1,2 ,mil. Já o roteiro tradicional para Buenos Aires, a capital Argentina, segundo Ana Paula, não tem sido tão procurado como normalmente.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias