Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Sábado 25 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/11/2017
mrv

Suzano manifesta interesse para implantação de unidade do Ceagesp

30 JUN 2015 - 08h00

O prefeito de Suzano, Paulo Tokuzumi (PSDB) afirmou, na manhã de ontem, que a cidade tem potencial e é candidata para receber a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp). A vinda da empresa para o município geraria cerca de 15 mil empregos. A ideia da vinda da Ceagesp para a cidade surgiu desde o anúncio de que a companhia estaria de transferência, da Vila Leopoldina, na Zona Oeste da cidade, para um outro lugar que estivesse integrado ao Rodoanel Mário Covas (SP-21).

"A empresa está em fase de estudos e procurando um local junto à alça do Rodoanel para sua implantação. Suzano está se candidatando e graças à certeza da construção da alça de acesso que ligará a Estrada dos Fernandes ao Trecho Leste do Rodoanel (SP-21), essa alternativa passou a ser algo papável", disse Tokuzumi.

Atualmente, o entreposto está instalado em um terreno de 700 mil metros quadrados, na Capital paulista, onde são comercializados os mais variados produtos, que vêm de 1,5 mil municípios de 22 estados brasileiros e também de outros 19 países. Pelo local, circulam diariamente cerca de 50 mil pessoas e 12 mil veículos, além de 11 mil toneladas de alimentos frescos (frutas, legumes e verduras).

Tokuzumi destacou também que a vinda da Ceagesp não traria prejuízos ao meio ambiente e nem agrediria a área verde preservada e nem as matas ciliares. "Não estamos falando de uma metalúrgica, uma empresa química ou de transformação. Trata-se de uma empresa que não gera resíduos e tem total condições de instalação sem atacar o meio ambiente".

Pelo fato de Suzano possuir grande parte de sua extensão dentro da área de proteção e de recuperação dos mananciais, o prefeito afirma que as empresas de logísticas podem ser um grande negócio para o futuro da cidade. "O início das obras da alça do Rodoanel está previsto para o segundo semestre. Depois de ela ser concluída, Suzano criará uma expectativa de desenvolvimento para toda região".

Na última semana, os ministérios da Agricultura e do Planejamento e a Prefeitura de São Paulo assinaram um termo de cooperação para realização da transferência de endereço do entreposto.

AVANÇOS VIÁRIOS

O prefeito disse ainda que após a conclusão da construção da alça de acesso na Estrada dos Fernandes será possível a realização de obras, que liguem a mesma, tanto com a Avenida Aricanduva quanto com a Rodovia Dom Paulo Rolim Loureiro (SP-98), a Mogi-Bertioga, além do Porto de Santo.

Tokuzumi afirmou ainda que com a finalização da alça, a próxima obra seria uma interligação com a Rodovia Índio-Tibiriçá (SP-31). "Por muito tempo o sistema viário de Suzano ficou esquecido. Suzano já era injustiçada por não possuir uma grande rodovia de ligação e seria mais uma grande injustiça se não houvesse uma alça de acesso ao Rodoanel. O governador possibilitou a correção desse erro e isso trará desenvolvimento econômico e social para a cidade. Atraindo empresas e consequentemente gerando empregos".



PLANO DIRETOR

No evento, Tokuzumi afirmou que a revisão do Plano Diretor de Suzano será feita, mas frisou que o mesmo precisará ser reformulado e não deu um prazo para entrega. "Vamos ter um Plano Diretor, mas no momento que tivermos a autorização da construção da alça de acesso do Rodoanel é preciso mudar toda expectativa e as diretrizes", relatou.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias