Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 15 de novembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/11/2019
COLEGIO CETES 15/10 A 15/01/20
PMMC NOVEMBRO AZUL
PMMC MIGO
COLÉGIO PLENITUDE
Pmmc Refis 2019
COLUNA

Odete Reis

É palestrante e educadora financeira

Como renegociar dívidas e sair do vermelho

06 NOV 2019 - 23h59
O número de inadimplentes bate recorde de 63 milhões com nome sujo ou com dívidas em atraso, segundo a Serasa Experian. A pesquisa aponta que as pessoas mais velhas, com idade acima dos 61 anos, são as que têm mais dificuldades em quitar suas dívidas. Esses números são ainda o reflexo das altas taxas de desemprego e da economia ainda lenta. Resumindo, são 43% da população adulta do país com dificuldades em honra com o pagamento de suas contas.
Com a renda bastante comprometida com dívidas, fica mais difícil ainda conseguir novos empréstimos com juros mais baixos, para minimizar os de juros altos, como cartão de crédito e cheque especial. Tudo isto parece não ter saída e a bola de neve das contas só cresce, mas será isso mesmo?
Uma boa revisão nos gastos da família, com olhos bem grandes nos desperdícios, ajuda a fazer uma significativa economia em seu orçamento doméstico e, assim, fazer sobrar dinheiro para começar a negociar ou renegociar suas dívidas.
Veja algumas atitudes negativas que minam seu dinheiro no dia a dia:
não pedir descontos nas compras; ter muitos serviços de assinatura; comprar lanches e cafezinhos; comprar água na rua; fazer aquela fezinha na loteria sempre - ah, vai me dizer que seria uma chance de acertar de vez a vida financeira, mas já pensou que as chances para quem joga o mínimo R$2,50 é de uma em 50 milhões?; fazer refeições na rua; usar muito o Uber; gastar muito dinheiro no bar; ter planos caros de celular; ter aplicativos pagos; gastar com cigarros; ter vários cartões de crédito.
Fazer e manter o controle dos ganhos e gastos é fundamental. Quando você coloca tudo no papel, passa a ter uma visão dos ralos do seu dinheiro. Para fazer uma negociação ou renegociação das dívidas é preciso sobrar grana no mês. Com dinheiro na mão fica fácil apresentar uma proposta e ir diminuindo as dívidas pouco a pouco e, acredite, elas acabarão mais rápido do que você imagina. Portanto: faça cortes das despesas, economize cada centavo.
Com dinheiro na mão, vá ao banco ou instituição que está devendo e peça uma planilha evolutiva ou memória de cálculo do seu débito, com valor, juros e prazos. Entenda o início de sua dívida e como ela está agora. Peça uma negociação dentro de sua capacidade de pagamento, pechinche bastante, porque o credor tem também grande interesse em receber e quitar aquela dívida, mesmo deixando de ganhar os juros. Aliás por vezes muito abusivos.
Agora, procure fazer uma negociação que caiba no seu bolso, porque às vezes, no afã de limpar o nome, você aceita uma condição – em novas parcelas, por exemplo, que não cabe no seu bolso. E para fazer uma nova renegociação é muito mais difícil. Você perde a credibilidade.
Se você não está inadimplente, mas com dificuldade de honrar as contas com juros muito altos, como por exemplo um financiamento imobiliário, procure a portabilidade para uma instituição que ofereça o crédito com juros menores. Levante o saldo devedor, custo efetivo total, valor das parcelas e quantidade restante e negocie sua dívida com outro banco.
Veja alguns sites que podem facilitar sua negociação para sair da inadimplência:
serasaconsumidor.com.br (renegocia através do site)
consumidor.gov.br (serviço público. Faz a interlocução entre cliente e as empresas para solução de dívidas)
Feirão de Negociação (ótimas oportunidades de negociações e descontos)
Ah, e se você comprou aquele carro ou imóvel com parcelas a perder de vista e só conseguiu pagar somente algumas prestações: uma sugestão seria devolver o bem e se livrar da dívida. Pense nisto.
Por último, não adianta nada você se esforçar para quitar suas dívidas agora e não mudar seus hábitos financeiros. Lembre-se: sempre gastar menos do que ganha e investir bem a diferença trará a você a tranquilidade e o equilíbrio financeiro. Isto resulta em qualidade. Boa sorte!
PMMC MIGO
Pmmc Refis 2019
Mirante dos Pássaros 14/10 a 15/11
PMMC SEGURANÇA
PMMC NOVEMBRO AZUL

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias