Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Sábado 21 de Outubro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/10/2017
mrv

Bailarina de 13 anos de Suzano acumula prêmios e indicações

Nattalia Nakamura chegou a ganhar, inclusive, uma bolsa de estudos na Escola de Dança Bolshoi

Por Aline Moreira - Especial para o DS08 OUT 2017 - 15h41
Nattalia Nakamura, com 13 anos, menina sonha em fazer carreira na dança. A jovem começou seus primeiros passos com 5 anosFoto: Sabrina Silva/Divulgação
Mesmo muito jovem, a suzanense Nattalia Nakamura, de 13 anos, sonha em fazer carreira na dança. A jovem começou seus primeiros passos com 5 anos aqui em Suzano, sua cidade natal, no Centro de Arte Lilian Gumieiro, onde ficou até os 10 anos, neste tempo foi aluna da professora Mariana Camargo. Atualmente ela é solista na Escola de Ballet Adriana Assaf em São Paulo, uma das poucas do país que formam bailarinos. 
 
Seu talento e esforço na dança fez com que se destacasse e chamasse atenção. Desta forma ganhou uma bolsa de estudos na Escola de Dança Bolshoi, uma das mais concorridas do mundo. Porém a jovem preferiu manter-se na escola atual em São Paulo até ter idade para trilhar seu caminho fora do país. "A dança sempre foi um sonho dela, sempre partiu dela a vontade de dançar" relata Agnes Nakamura, mãe de Nattalia. 
 
Nesses 8 anos de carreira, Nattalia já possui muitos prêmios na estante. Os principais deles são; uma medalha de prata conquistada no Festival Valentina Kozlova International Ballet Competition em Nova York. O segundo lugar no Prêmio Paulista de Dança de Joinville conquistado este ano. Neste mesmo festival, foi indicada a bailarina revelação. "Esta indicação é muito importante, pois mostrou que ela teve muito destaque" revela a mãe. 
 
Apesar das conquistas, os desafios são diários. Nattalia não se deixar vencer pelo cansaço. "Eu amo a dança, as competições, tudo é muito legal e bonito. Meu maior sonho é me tornar uma bailarina profissional e fazer parte da Royal Ballet School em Londres e também pisar no palco Prix de Lausanne, na Suíça", diz com um sorriso no rosto! 
 
Apoio dos pais 
 
Os pais, Agnes e Edgar Nakamura dão todo o suporte que a jovem precisa. Desde o apoio moral até o suporte financeiro, já que Nattalia dança sem patrocínio. 
 
"É gratificante ver a determinação dela, eu e meu marido a apoiamos muito. A gente sente orgulho dela. Ela é muito pé no chão, sabe que tudo depende do seu esforço". Agnes conta que apesar da pouca idade, Nattalia tem uma agenda bem lotada. "Ela estuda de manhã e a tarde vai para São Paulo, onde fica até a noite. Eu sempre a acompanho. A minha vida e do meu marido vive em função da agenda dela", conta. Contudo, todo o esforço da família é valido quando vêem a filha nos palcos. 
 
Nos estudos, a jovem bailarina tenta sempre se manter cima da média. A mãe conta que além das aulas regulares no colégio, ela tem aulas complementares em casa, como por exemplo, aulas de inglês, que são fundamentais por causa das competições internacionais. 
 
"A infância dela é diferente das outras crianças, mas eu percebo que ela não sente falta disso. Vem de dentro à vontade dela, ela tem uma força de vontade muito grande, parece que nasceu pra isso. Só vivendo isso pra saber como é", finaliza. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias