segunda 15 de abril de 2024Logo Rede DS Comunicação

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 34,90 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/04/2024
Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Cultura

Feira de Artes e Antiguidades é atração de hoje no Largo do Carmo

Feira nasceu dentro da programação do Festival de Inverno e passou a ser realizada todo segundo sábado do mês

14 outubro 2017 - 07h45Por De Mogi
Mogi das Cruzes realiza, deste sábado (14), mais uma edição da Feira de Artes e Antiguidades do Largo do Carmo. O evento será das 9 às 14 horas, e reúne antiquaristas e colecionadores com centenas de relíquias a venda, terá como diferencial desta edição um show com a banda mogiana Slow Mind, que vai apresentar, a partir das 11 horas, repertório com faixas do rock nacional dos anos 80. A entrada é gratuita.
 
A banda Slow Mind já se apresentou em diversos eventos da municipalidade e também já foi contemplada pelo edital do Estúdio Municipal de Áudio e Música (Emam). Um dos destaques veio em 2016, quando fez a abertura do show da banda NX Zero.
 
Concebida dentro da programação do Festival de Inverno Serra do Itapety 2017, a Feira de Artes e Antiguidades passou a ser realizada todo segundo sábado do mês, integrando, portanto, o calendário de eventos da cidade. As próximas edições da feira serão nos dias 11 de novembro e 9 de dezembro.
 
Como uma forma de incentivar a ocupação artística deste histórico e tradicional espaço público, a feira também conta com a participação de artistas mogianos que desenvolvem a chamada "plain air". De origem francesa, a expressão é utilizada para descrever o ato de pintar ao ar livre, e não necessariamente dentro de um estúdio ou atelier. Entre as relíquias da feira, é possível encontrar desde peças náuticas, como um antigo farol de navio restaurado, às mais finas porcelanas, além de peças militares, miniaturas, bibelôs, prataria e coleções.
 
A Feira de Artes e Antiguidades tem apoio da Secretaria Municipal de Cultura. Um dos objetivos da atividade é valorizar e dar nova vida ao Largo do Carmo, retomando o reconhecimento deste espaço como um patrimônio histórico e cultural da cidade e também como um ponto de encontro para todos os mogianos.