Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Sábado 21 de Outubro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/10/2017
mrv

Projeto BuZum! apresenta em Suzano a peça ‘Que lixo é lixo?’

História aborda a questão do lixo e suas consequencias para o planeta. Serão 12 sessões gratuitas

Por De Suzano11 OUT 2017 - 11h00
Sob a perspectiva da Terra, 'Que lixo é lixo?' mostra que todo lixo, mesmo que jogado ‘fora’, permanece aquiFoto: Milene Milan/divulgação
O projeto BuZum! chega a Suzano com a peça “Que lixo é lixo?”. O espetáculo será apresentado, gratuitamente, no sábado (14) e também na segunda-feira (16). A nova montagem da companhia de teatro de bonecos sobre rodas já percorreu mais de 300 mil quilômetros por todo o Brasil. A história aborda a questão do lixo e suas consequencias para o planeta. 
 
No total, 12 sessões gratuitas de “Que lixo é lixo?” serão encenadas em Suzano, em frente à Prefeitura . Adaptado em um ônibus que se transforma em sala de teatro, o BuZum! é equipado com palco, iluminação, ar condicionado e espaço para a plateia com capacidade para receber até 40 espectadores por sessão. Tanto no sábado quanto na segunda, o horário das apresentações será: pela manhã às 9, 10 e 11 horas, e a tarde às 13,14 e 15 horas. 
 
Concebido por Beto Andreetta e Mari Gutierrez, e dirigido por Wanderley Piras, o espetáculo é a décima criação da companhia que mostra, em tom crítico, a questão do lixo e suas consequências no planeta. Sob a perspectiva da Terra, o espetáculo mostra que todo lixo, mesmo que jogado ‘fora’, permanece aqui. A história começa no espaço, onde dois astronautas encontram a Terra e percebem que ela não está bem. Repleta de lixo e tristonha, a Mãe Terra faz um apelo para que os dois enviados contem às crianças o que viram e apontem como elas podem ajudar a melhorar a situação.
 
Os dois retornam com a missão de mostrar às crianças como o descarte incorreto de lixo pode impactar na saúde do planeta. A partir da noção de que o consumo exagerado também é responsável pela produção de resíduos, os personagens mostram que a utilização de materiais recicláveis pode minimizar o problema.
“Queremos que as crianças se conscientizem de que elas fazem parte de uma cadeia e que a reciclagem é possível e lúdica”, conta Mari Gutierrez, diretora do espetáculo. O espetáculo também mostra como o processo de urbanização distanciou o homem da natureza. A princípio os animais viviam em harmonia, mas as casas, depois substituídas por prédios e fábricas, foram alterando sua paisagem inicial e criando novas necessidades de consumo e, por consequência, novas maneiras de se tratar o lixo.
 
A peça expõe que o acúmulo de lixo também pode trazer doenças e que os resíduos seguem para rios e mares. Uma forma de aliviar e melhorar essa realidade é por meio da reciclagem. Ao final, os protagonistas revelam que todo o cenário da peça, os pássaros, prédios, árvores, casinhas e os bonecos que são manipulados são feitos de material reciclável. O projeto tem apoio da Secretaria da Cultura do Estado, via Proac e patrocínio da Ecolab.
 
BuZum! 7 anos
Em setembro de 2017, o BuZum! completa sete anos de existência com números expressivos e motivos de sobra para comemorar: são 300 mil quilômetros rodados para realizar 9 mil apresentações a aproximadamente meio milhão de pessoas em 1.000 escolas públicas de 250 cidades em nove estados brasileiros (São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Bahia, Minas Gerais, Maranhão, Espírito Santo, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul), além de Porto Suarez, na Bolívia.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias