Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 22 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/11/2017
mrv

Corinthians recebe o líder Atlético-MG com garantia de recorde de público

18 JUL 2015 - 08h00

A partida de hoje, às 21 horas, entre Corinthians e Atlético Mineiro, no Estádio Itaquerão, em São Paulo, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, promete agitar a competição. As equipes vivem grande momento. Enquanto o Corinthians está invicto há cinco rodadas (quatro vitórias e um empate), o rival acumula seis triunfos seguidos.

A expectativa de um grande jogo se reflete nas arquibancadas. Até a noite de ontem, haviam sido vendidos 33 mil ingressos, garantia de recorde de público do Corinthians no campeonato - a marca anterior era de 32.442 torcedores na vitória por 2 a 0 sobre o Atlético Paranaense.

A partida vai opor a melhor defesa do campeonato (o Corinthians sofreu apenas oito gols) e o ataque mais efetivo (o Atlético já balançou as redes 28 vezes). Para o técnico Tite, no entanto, o jogo não vai se resumir somente a esse duelo de opostos. "O nível técnico das duas equipes é muito alto. Acredito que maturidade e nível de concentração podem fazer a diferença", analisou.

Tite não quer apenas vencer o Atlético. O treinador deseja, acima de tudo, ver o seu time fazendo uma boa apresentação. "Se o Corinthians vencer jogando bem, é um peso muito importante derrotar o líder do campeonato. Mas, se vencer circunstancialmente, não tem peso porque logo em seguida haverá o revés", justificou.

Após um começo de campeonato irregular, uma vitória confirmaria de vez a equipe como forte candidato ao título. Por isso, Tite vai colocar o time para jogar em cima do Atlético, marcando pressão. Sua intenção é não dar campo de jogo para o adversário. Sem o meia Jadson, suspenso, ele sabe que o time perde posse de bola, mas vai apostar nas jogadas em velocidade de Rildo pelos lado esquerdo do campo.

O ex-jogador da Ponte Preta ganhou a disputa com Danilo por ter mais fôlego para ajudar na marcação. "Ele teve bom desempenho nos treinos e jogos. Isso foi determinante. Ele vinha de um bom ritmo. Danilo tem uma qualidade técnica impressionante, mas, por causa da mobilidade, fica difícil para ele", explicou o treinador.

Rildo tentará explorar os espaços deixados por Marcos Rocha, lateral-direito do Atlético, mas quando time estiver sem a bola também terá de recompor a defesa ao lado de Uendel para frear as investidas de Luan pelo setor. Função semelhante terá Malcom, pela direita. O atacante, no entanto, ganhará mais liberdade para não deixar Vagner Love isolado no ataque.

No meio de campo, Elias e Renato Augusto vão se revezar no apoio Quando um avançar, o outro ajudará Bruno Henrique na marcação. Na defesa, o goleiro Cássio, com uma tendinite na coxa esquerda, será substituído por Walter.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias